sábado, 14 de abril de 2012

Chapter Eight


Eu não aguentava mais tantas mentiras, eu tive que contar a ela a verdade, tive que dizer quem eu realmente sou. Tive medo que ela me odiasse, que ficasse com medo e nunca mais quisesse me ver, mas Esmeralda sempre me surpreende, ela nunca faz o que eu espero, dessa vez não foi diferente. Sei das consequências desse meu ato, sei que se descobrirem vou ser punido, mas não consigo me arrepender, valeu muito a pena.O que vier depois, não me importa. 
11 de Julho de 1611

Demi observava em silencio a lembrança, acompanhando os passos de Joseph e Esmeralda que passeavam de mãos dadas pelo enorme jardim da mansão. Ela sorria observando a beleza das flores, mas Joseph parecia nervoso, inquieto, era óbvio que havia algo lhe incomodando e ele não conseguia disfarçar. Depois de um longo minuto de agonia, ele finalmente parou de andar e puxou gentilmente a mão dela pra que parasse também.

__Esmeralda, precisamos conversar__ ele disse um pouco apressado, os olhos estavam arregalados, ele parecia com medo de alguma coisa.


__Qual o problema Joseph? Está estranho a manhã inteira, o que aconteceu? Pode me contar__ ela sorriu docemente e ergueu a mão com timidez pra lhe acariciar a face.



__Eu não tenho sido completamente honesto com você Esmeralda, tem uma coisa que você não sabe a meu respeito e não aguento mais ter que esconder isso de você__ ela também ficou tensa, ia tirar a mão do rosto dele, mas Joseph a segurou ali, como se precisasse senti-la e fosse doer se ela se afastasse.

__Por acaso conheceu alguma outra moça que lhe agrade mais que eu?__ ela pareceu profundamente triste com a ideia, deu pra ver pelos seus olhos__ já vi como Helena olha pra você. Sei que estamos indo devagar, mas...


__Não é nada disso__ ele a interrompeu__ sabe o que sinto por você, nenhuma outra mulher pode substituí-la, e não tenho a menor a pressa, todo tempo com você é precioso. 


__Então qual é o problema? Está me pondo nervosa__ ela tirou a mão do rosto dele. 


__É só que... Tenho medo que não goste mais de mim se souber. 


__Duvido que qualquer coisa que me diga me faça gostar menos de você. Pode confiar em mim. 


Ele se afastou mais um passo dela, fechou os olhos com força um momento e respirou fundo.


__Só... Lembre-se que eu nunca a machucaria ou algo do tipo, não fique com medo.


__Do que está falando?


Esmeralda manteve os olhos em seu rosto esperando que ele dissesse mais alguma coisa, mas ele apenas a encarou de volta. Porém Demi pode ver quando as folhas das árvores caídas no chão começaram a flutuar, levitando magicamente em volta deles, ela sorriu fascinada com a cena.



__Joseph, fale de uma vez__ Esmeralda insistiu.

__Olhe em volta Esmeralda__ ele pediu simplesmente. 


Ela desviou os olhos do rosto dele e finalmente viu o que estava acontecendo, se virou surpresa, lhe dando as costas, a expressão de susto e complexidade estampando seu lindo rosto. Ela ergueu uma das mãos lentamente pra tocar uma das folhas que flutuavam, com todo cuidado, como se fossem machucá-la.


__Como... __ ela não terminou sua frase, deixou que a palavra se perdesse no ar.


__Eu sou um bruxo Esmeralda__ Joseph sussurrou. Demi desviou os olhos das folhas no momento que viu Esmeralda abaixar a mão e sua expressão se tornar um completo vazio__ minha família inteira é na verdade. Eu posso fazer coisas flutuarem, queimarem, fazer poções e feitiços. Tudo que você imaginar. 


Fez-se um longo e inquietante silencio e Demi esperou ansiosa que algum dos dois falasse. 


__Por favor, diga alguma coisa__ Joseph implorou depois um longo tempo e as folhas caíram novamente no chão.


Ela se virou lentamente pra encará-lo mas continuou em silencio.


__Por favor Esmeralda, diga alguma coisa, me xingue, grite, o que quiser, mas fale alguma coisa. 


__Porque não me contou isso antes?__ ela perguntou, a voz não era mais alta que um sussurro.


__Tive medo que me odiasse, que me achasse estranho, que tivesse medo de mim. Mas esse é quem eu sou, e não posso mudar isso, vou entender se não quiser mais me ver... Mas não conte a ninguém, eu só precisava que você soubesse, eu odeio mentir pra você.



__Achou que eu o odiaria?__ ela franziu o cenho__ achei que tivesse deixado claro que isso é impossível.

__Não está com medo de mim?__ ele pareceu confuso.


Ela chegou mais perto, até que estivessem cara a cara, a centímetros de distancia um do outro.


__Eu estou com um pouco de medo agora, mas não com medo de você__ ela garantiu__ só estou confusa. Mas, se é assim que você é de verdade eu não me importo, isso não muda em nada o fato de que amo você, só o torna ainda mais incrível surreal. 


__Você disse que me ama?__ um lindo sorriso surgiu em seu rosto e Demi viu a tensão nele se esvair.


__Eu acho que sim__ ela confessou envergonhada__ se não é amor, então não sei o que é isso que sinto quando estou com você.


__Você não pode ser real__ ele sussurrou segurando o rosto dela entre suas mãos__ eu também te amo. 


Demi sorriu com a cena, apesar da pontada de inveja que lhe invadiu quando ele juntou seus lábios nos dela, num beijo calmo e apaixonado. Se perguntou se conseguiria isso um dia, alguém que a amasse e a aceitasse do jeito que ela era. Fechou os olhos com força e esperou que a lembrança terminasse até que se sentisse sendo novamente sugada de volta ao mundo real.

Demi agora se achava deitada em sua cama desanimada, acabara de perceber como sua vida era ridícula e patética, mas do que antes de ela descobrir que era bruxa. Tinha descoberto algo incrível sobre si mesma e ao invés de explorar isso ficava o dia inteiro sentada com aquele diário, ela podia ser mais patética que isso? Vivendo das lembranças dos outros ao invés de criar as suas próprias. Talvez se soubesse que havia um jeito de ajudar de Joseph aquilo que ela estava fazendo tivesse algum ponto, mas até onde sabia era inútil e só estava se torturando vendo aquelas lembranças.
Ergueu o diário e passou as páginas, olhando desanimada pra elas, além das lembranças haviam alguns feitiços, alguns em outra língua que ela não entendia, provavelmente latim, o que a intrigou foi algo na ultima página do diário que ela não havia visto antes. A página continuava em branco, exceto pelo desenho de um cadeado bem no meio que parecia brilhar. Ela tentou fazer o feitiço Revelare de novo, mas não adiantou, parecia que a memória estava bloqueada. Se perguntou o que haveria naquela página de tão importante assim. 


__Demi__ ouviu uma leve batida na porta, mas não se deu ao trabalho de levantar pra abrir__ estamos pensando em sair pra comer uma pizza mais tarde, você quer ir conosco? Selena e o namorado estarão lá.


Sair daquela fazenda, comer pizza, socializar com pessoas de verdade e não com diários, parecia uma boa ideia.


__Vou sim tia, vai ser legal__ concordou.


__Tudo bem, nós sairemos as sete, esteja pronta. 


Bem, agora ela tinha um programa, finalmente, então achou que não seria nada demais dar uma olhada em outra memória.




Contei a Robert que revelei meu segredo a Esmeralda, não tive opção, ele nos viu juntos e ficou furioso, furioso demais. Ameaçou contar tudo ao papai e deixar que eu fosse punido, que eu merecia por quebrar as regras. Pensei que aquele seria o meu fim, mas alguma coisa o fez mudar de ideia, não sei o que foi, mas ele prometeu que guardaria o meu segredo.


11 de Julho de 1611

Joseph estava voltando pra casa, um enorme sorriso no rosto, parecia estar outro mundo, um mondo colorido e perfeito. Como estava distraído não viu quando seu irmão mais velho se aproximou por trás e lhe deu um empurrão que quase lhe derrubou no chão. 

__Hey, o que está fazendo?__ Joseph o encarou confuso.


__Eu é que pergunto__ outro empurrão, com ainda mais força__ você perdeu a cabeça Joseph? Perdeu completamente a razão? Como pode contar praquela estúpida mortal o nosso segredo? 


__Ela não vai contar a ninguém.


__Como você sabe disso? Você sabe que é proibido, sabe o que pode acontecer se essa noticia se espalhar, você perdeu o juízo, está pondo toda nossa família em risco e por causa de uma garota.


__Ela não é uma garota qualquer, eu a amo__ Robert pareceu ter um levado um soco quando Joseph proferiu aquelas palavras__ e ela me ama também, eu não podia mais mentir pra ela, ela precisava saber que eu sou de verdade, e não há motivos para preocupação, ela não vai contar a ninguém, eu confio nela.



__Seu primeiro erro__ cuspiu as palavras__ família Joseph, é nisso que você deve confiar, não em uma garota estúpida que conheceu alguns meses atrás.

__Qual o seu problema com Esmeralda? Ela sempre te tratou bem, porque faz questão de falar mal dela a todo o tempo, não está feliz por mim? Será que me odeia tanto assim?


__Eu vou contar ao papai, vou contar tudo a ele, e ele irá ver que não é assim tão perfeitinho, ele o fará pagar.


__Por favor não Robert__ Joseph segurou o braço dele__ se contar a ele o que fiz, vai matar não só a mim, mas a Esmeralda também, ela não tem culpa de nada, pelo amor de Deus, não faça isso. Podemos resolver isso pacificamente, eu tenho certeza que não corremos nenhum risco. 


Robert pareceu ponderar isso por um minuto, talvez tivesse sido a ideia de que Esmeralda sairia machucada também que o fez mudar de ideia, na época Joseph não sabia de seu amor por ela, mas Demi sabia agora, e estava claro o motivo da sua exitação, não importava a raiva que sentia pelo irmão estar com a mulher que amava, ele não permitiria que ela se machucasse, pelo menos não enquanto ainda tivesse esperanças.


__Eu não devia lhe dar ouvidos, é um moleque imprudente__ resmungou, mas estava claro que era uma batalha perdida, ele já havia cedido.



__Sei que não gosta dela por ser uma mortal, mas faça por mim, eu não suportaria se a machucassem, por favor Robert, é o seu irmão que está pedindo, não conte nada ao papai, se algo sair errado eu assumo completamente a responsabilidade, eu juro. Por favor. 

__Tudo bem__ ele finalmente disse__ mas vou ficar de olho em vocês dois.


__Obrigada__ Joseph e sorriu e abraçou o irmão com força__ você é o melhor irmão do mundo.


De onde estava parada Demi pode ver a expressão de puro ódio e nojo no rosto de Robert enquanto abraçava o irmão, a raiva que viu em seu rosto a encheu de agonia e pavor e ela deu graças a Deus quando aquela memória finalmente terminou. 


Demi guardou o diário com cuidado pra garantir que ninguém o encontrasse, olhou no relógio e perceber que estava quase na hora de sair com as tias. Tomou um rápido banho, pôs uma calça jeans, uma blusa azul confortável, calçou uma sandália baixinha e soltou os longos cabelos castanhos. Não estava com muita paciência pra se arrumar e depois de uma rápida olhada no espelho decidiu que estava bom daquele jeito, não era como se fosse a um encontro ou algo do tipo, não havia motivo para super produção.
Desceu as escadas animada por finalmente fazer algo diferente e animador, suas tias, já estavam prontas pra ir, mas não estavam sozinhas e o sorriso de Demi se desfez quando viu o tal Walter com elas. 


__Pronta Demi?__ Olívia perguntou__ Walter vai com agente.


__E Selena e Nicholas nos encontrarão na lanchonete__ Sarah explicou.


__Ótimo__ ela forçou um sorriso. 


__Primeiro as damas__ Walter fez um gesto pra que ela passasse, parecia muito gentil com aquele sorriso educado no rosto, mas Demi pode ver no fundo dos seus olhos a verdade, ele não gostava dela. E concerteza só estava indo aquela noite pra vigiá-la. Aparentemente sua noite não seria tão divertida quando ela pensara. 



Continua...




É impressão minha ou ninguem ta


comentando ?

17 comentários:

  1. Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaamei! Posta logo viu?
    To simplesmente amando a história!
    bjbj...

    http://jemiabs.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei os capitulos!
    Peço desculpa não estar comentando mas é que eu tenho tido muita coisa da escola para fazer e é complicado. Eu escrevi no meu blog dizendo qual era o motivo mas como você não comenta no meu blog não sei se lê ou não então eu era para te avisar no Facebook.
    Sempre que puder eu estarei comentando pode ter certeza.

    Bjs :)

    ResponderExcluir
  3. Seeeeeeeeeeeeeeeempre perfeito !

    P O S T A L O G O ! ☺

    ResponderExcluir
  4. AAAAAAAAAH AMEIIIIIIIII!
    posta logo please!
    bjks!

    ResponderExcluir
  5. AMEIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII
    POSTA LOGO...EU TO TORCENDO POR JEMI KKKKKK'
    AAAAAAH....gostaria de dizeer algo,eu andava lendo um blog e de repente me deparei,com uma historia MUUUUUUUUUITO parecida com esta..possa ser que v tenha outro blog e poste la tbm,esta mesma historia.. então não sei,so achei que deveria saber,posso ate ser q a historia não seja a mesma,mais e identica.. de qualquer forma,da uma olhadinha la
    http://jemiforeverlove-jemi.blogspot.com.br
    BEEIJOS E POSTA LOGO

    ResponderExcluir