quinta-feira, 26 de abril de 2012

Chapter Fourteen | Chapter Fifteen

Aquela foi à primeira noite em meses que Demi conseguiu realmente dormir, e quando acordou se sentia outra pessoa. Alguma coisa dentro dela parecia diferente aquela manhã, ela não sabia explicar o que, mas quando se olhou no espelho gostou do que viu, não parecia à mesma menina que quase queimara viva horas antes. Depois de terminar de se vestir, Demi ia saindo do quarto quando deu de cara com as duas tias. 
__Demi querida, você está bem?__ Sarah perguntou.


__Nunca estive melhor__ ela garantiu com um enorme sorriso.


__Tem certeza?__ alguma coisa no olhar de Demi a estava incomodando.


__Tenho__ concordou__ onde está Joseph? Quero perguntar uma coisa a ele.


__Foi fazer o feitiço pra localizar Robert__ Olívia respondeu__ mas você não vai atrás dele, até que esse assunto se resolva está proibida de falar com ele, quero vocês bem longe um do outro.


__Como é?__ ela não devia estar ouvindo direito.


__Isso mesmo que você ouviu__ respondeu pacientemente__ você já quebrou muitas regras por causa dele, agora quero você bem longe de Joseph, ele vai dar um jeito em Robert e depois sumir dessa fazenda e da nossa vida pra sempre, ponto final.
Demi encarou a tia zangada, ela podia até lhe proibir de usar magia, mas de falar com Joseph não, isso ela não admitia. Pensou em responder de forma malcriada mas quando sentiu a raiva ferver dentro de si parou por um minuto e pensou, não ia se deixar perder o controle de novo, ela respirou fundo e abriu um sorriso cínico pra tia.



__Como quiser tia Olívia__ ela respondeu simplesmente e depois saiu andando.

__Tem algo errado com essa menina__ Olívia sussurrou__ eu não estou gostando nada disso. 


Demi saiu da mansão como quem queria dar apenas um passeio, embora soubesse que logo haveria alguém atrás dela vigiando seus passos. Ela caminhou até celeiro e achou Joseph lá, em pé de frente pra uma mesa concentrado enquanto mexia em algumas coisas que ela não fazia ideia do que eram, devia fazer parte do feitiço. Ela permaneceu escorada atrás da porta, olhando de longe. 


__Não precisa ficar escondida__ Joseph disse ainda de costas, concentrado__ pode chegar mais perto.


__Na verdade não posso__ ela disse envergonhada por ter sido pega no flagra, não era muito boa nisso__ minha tia acabou de me proibir de falar ou chegar perto de você.


__Ela está mesmo brava com você__ ele comentou fazendo careta__ e acho que não confia muito em mim. 


__Ela não confia nem em si mesma__ revirou os olhos__ o que está fazendo?


__Pensei que não podia falar comigo.


__Pensei que já sabia que eu sou uma quebradora de regras__ ela deu de ombros.


Ele riu__ é verdade__ Demi observou enquanto ele pegava uma faca e fazia um corte na palma da própria mão, deixando o sangue pingar em uma tigela cheia de coisas estranhas sobre a mesa__ estou terminando o feitiço de localização. 


Demi ficou olhando enquanto ela murmurava algumas palavras que ela não fazia ideia do que significavam, mas estava ansiosa pra saber o que aconteceria. As coisas na tigela de repente pegaram fogo, uma chama vermelha que ia aumentando junto com o tom de voz dele, a luz do celeiro começou a piscar e um vento frio tomou conta do lugar. Demi deu um passo mais a frente, os olhos fixos no fogo, parecia estar sendo atraída pelas chamas, ela estendeu a mão em sua direção no momento em que Joseph abriu os olhos então houve uma explosão. O fogo veio em sua direção e ela fechou os olhos pra se proteger, ouviu o barulho de algo se chocando contra a parede de madeira e um gemido de dor. Quando olhou pra trás Joseph estava sentado no chão com uma expressão não muito feliz.



__O que foi isso?__ ela perguntou assustada, olhando pra si mesma pra se certificar que estava inteira, não parecia faltar nada.

__Droga__ Joseph resmungou se levantando__ eu já devia esperar por isso, Robert está usando magia negra pra se manter fora de vista, nenhum feitiço que eu fizer vai me mostrar onde está, não posso encontrá-lo assim, não tenho poder o bastante.


__E o que vai fazer?__ ela perguntou.


__Não posso sair procurando por ele em todos os cantos do mundo, ele pode estar em qualquer lugar... Tenho que esperar ele dar um sinal de vida, ou arrumar alguém que seja tão poderoso ou mais do que ele, o que acho difícil. 


__Você é mais poderoso que ele, pelo menos foi o que me disseram.


__Depende muito da forma como você vê as coisas Demi__ ele tentou explicar pegando a tigela queimada__ o poder dele é maior do que o meu, a magia negra é mais forte, mas isso não o faz ser melhor do que eu, ele só tem algumas vantagens. Eu tenho mais treinamento, sei controlar melhor meus dons, conheço mais feitiços, sei me defender. 


__Como ele pode ter magia negra e você não? Não são irmãos?


__É complicado Demi__ ele desconversou.


__Vocês não parecem irmãos, nem um pouco__ ela insistiu chegando mais perto__ você é moreno e alto, ele baixo e loiro dos olhos azuis. Você é gentil e educado e ele tem aquele olhar assassino que me da arrepios, e ele tem essa tal de magia negra, eu não entendo. 


Joseph também nunca entendeu muito bem a diferença na aparência deles, aquele cabelo loiro e os olhos azuis não se encaixavam, mas ele nunca questionou, não havia motivos pra desconfiar de nada. 


__Eu não sei te explicar como nem porque Demi, mas alguns bruxos nascem com a magia negra dentro de si, sei que quer uma explicação lógica que faça sentido pra você, mas não vai encontrar nada disso quando se trata de bruxaria, é mágica, simples assim. 


__Qualquer um pode nascer com magia negra então? É o acaso?


__É mais ou menos isso__ ele concordou batendo os dedos na mesa, sem olhar pra ela.


__E é perigoso? Ter magia negra? Qual é a diferença?



Embora percebesse que Joseph estava claramente desconfortável com aquele assunto ela queria saber mais, queria tentar entender Robert e seu jeito estranho, talvez arrumar um jeito de pará-lo. Podia não ser ela a fazer isso, mas se ficasse perto de Joseph ao menos poderia assistir sua derrota, afinal ele a enganara e ela queria que ele pagasse por isso. 

__Já disse, a magia negra é mais forte__ ele respondeu mesmo de má vontade, não conseguia dizer não as pessoas, era difícil demais, ele era gentil demais, não sabia dizer se era um defeito ou uma virtude__ e é perigoso sim, assim como qualquer tipo de magia. O poder te consome Demi__ ele a olhou de lado, um olhar sugestivo que espalhou arrepios por todo corpo dela__ se você não mantiver os pés no chão se focar em algo a magia toma conta da sua mente e só o que você consegue pensar é no poder, depois que você sente o gosto, que sabe como é poder fazer qualquer coisa você quer sempre mais, sei que você sente isso também. 


Não era mentira, a cada coisa que descobria ela tinha vontade de fazer mais, mas não pensara nisso como algo ruim. 



__Com a magia negra é pior, ela te consome duas vezes mais e de um jeito mil vezes pior__ ele se virou totalmente pra ela agora e focou seus olhos nos de Demi__ seus sentimentos controlam seu poder, e seu poder controla seus sentimentos, eles estão ligados de uma forma poderosa e irreversível. A magia negra, mesmo sem que você queira desperta tudo de ruim que tem dentro de você, ela enfatiza seu pior lado e te consome e você consegue sentir ódio, até os sentimentos bons desaparecerem.

__Foi o que aconteceu comigo?__ ela questionou__ eu senti o ódio me consumindo ontem e foi horrível.


__Ser um bruxo é incrível Demi, mas também é incrivelmente perigoso, tenha isso em mente__ ele avisou__ é só o que precisa saber.


Era incrível, perigo e confuso também e ela ficava cada vez mais interessada.



__Eu não posso te ajudar? A encontrar Robert?__ ela se ofereceu__ não podemos unir nosso poderes ou algo assim? Você disse que eu sou poderosa e eu quero ajudar.

__Você está proibida de usar magia e de ficar perto de mim também__ ele a lembrou__ eu estou na casa das suas tias de favor, não acho que seja uma boa ideia Demi, você vai acabar se machucando, você não sabe como fazer isso.


__Me ensine__ ela disse agora animada__ minhas tias não precisam saber. Eu sei que você não concorda com a decisão da tia Olívia, eu preciso aprender, preciso me defender, quero usar meus poderes, fazer as coisas incríveis que você faz e...


Ela parou um minuto pra respirar, percebendo que estava falando rápido demais, não conseguia controlar sua empolgação. E por mais que fosse errado a ideia de ter a ajuda de Demi foi extremamente atraente pra Joseph, ela poderia ser muito útil, mas ele não queria colocá-la em risco, estava em um impasse.


__Me deixe ajudar__ ela implorou__ sei que precisa de ajuda. Pode ser o bruxo mais poderoso que existe no mundo, mas todo mundo precisa de ajuda, até os heróis como você. Por favor, por favor, me deixa ajudar.


É claro que não era só pelo poder e pela vingança, ela queria passar mais tempo com Joseph, porque talvez quando eles se livrassem de Robert, ele desapareceria no mundo e ela podia nunca mais vê-lo. Não tinha colocado todo o mundo em risco em vão, tinha que desfrutar da sua maluquice um pouco, quando pensava que não, ficava cada vez mais fascinada por ele.



__Eu não sei Demi__ ele a analisava com atenção, e Demi percebeu que ele estava realmente ponderando a ideia, parecia dividido, ela sorriu esperançosa.

__Fazemos um trato__ ela propôs animada__ você me ensina tudo que sabe sobre magia, me treina pra ser uma bruxa e não contamos nada as minhas tias fica sendo um segredo nosso. E eu te ensino tudo o que você precisa saber sobre o mundo. Afinal se vai andar por ai atrás de Robert você precisa parecer... Normal.


__Eu não pareço normal?__ ele franziu o cenho confuso.


__Parece que você saiu de um filme__ ela riu__ estamos no século vinte e um. Você precisa de roupas e um novo corte de cabelo, e aprender muito, afinal quando tudo acabar você vai ter que viver como um cara comum por ai. E esse seu jeito não ajuda em nada.

Imaginou como ele ficaria depois de um repaginada no visual e quando aprendesse a usar a tecnologia do novo mundo.

__Você quer mesmo isso?__ ele questionou sério.


__Mais que tudo__ ela garantiu__ quero entender mais o mundo da minha mãe, isso me faz sentir mais perto dela.


Joseph suspirou__ se suas tias ficarem sabendo...


__Elas não vão__ garantiu.


__Tudo bem__ ele concordou e um enorme sorriso surgiu no rosto de Demi__ eu realmente preciso de ajuda, não conheço nada desse novo mundo e vou precisar aprender se quiser ir taras de Robert, parece que meus métodos não vão adiantar. Vai ser nosso segredo daqui pra frente, você será minha aprendiz e eu serei o seu, mas você vai seguir as minhas regras e eu não aturo teimosia Demi, se quiser aprender vai ser do meu jeito.


__Tudo bem, sem nenhum problema__ ela concordou__ fazemos do seu jeito, prometo.


__Vamos precisar de um lugar pra treinar e de uma desculpa pra suas tias, elas não estúpidas.


__Eu posso lidar com isso__ ela garantiu__ e sei do lugar perfeito pra treinarmos.
Ela sorriu contente, ia aprender tudo que queria e seu professor seria Joseph, e de quebra ainda ia estar a par do assunto Robert, ela não podia querer mais nada no momento. Daria um jeito de enrolar as tias quando precisasse, ela estava virando expert nisso ultimamente, mentir ficava cada vez mais fácil, era incrível.



Joseph ficou no celeiro arrumando a bagunça que fizera e tentando pensar em um outro de jeito de encontrar Robert, mas nada lhe vinha a cabeça, ele não tinha ideia de quais era seus planos, o que ele pretendia fazer agora que estava livre e não tinha recursos pra achá-lo e esperar que ele resolvesse dar as caras não era uma ideia que agradava todo mundo, alguém ia acabar se machucando. Ele poderia usar Demi pra descobrir onde o irmão estava, afinal ela parecia muito interessada em ajudar, mas preferia não arriscar quando se tratava dela. Tinha a certeza que Robert viria atrás não somente dele como de Demi também, e ele precisava manter os olhos abertos e os poderes dela sobre controle, ou teriam um problema maior do que podiam imaginar.
Se Robert descobrisse o que Demi era capaz de fazer... Sacudiu a cabeça pra espantar o pensamento.


__Você conseguiu achá-lo?__ Sarah perguntou.


__Não, eu não consegui, ele está se escondendo de mim.


__Não tem nada que eu possa fazer pra ajudar?


__E se eu não consegui você também não pode fazer nada__ não era pra ofender, era só a verdade. Sarah e Olívia eram uma mistura de bruxa com mortal e não tinham o poder necessário pra ajudar.



__E o que você vai fazer então?

__Não tenho muito que fazer a não ser esperar que ele apareça__ deu de ombros.


__Quer dizer esperar que ele machuque alguém?__ ela o desafiou.


__Se tiver alguma ideia sou todo ouvidos__ ele disse calma e seriamente__ não sei onde ele está, o que planeja fazer e nem quando planeja fazer. A única coisa que tenho certeza é que uma hora ele vai agir, uma hora ele vai vir atrás de mim, mas se você tiver alguma sugestão de como pará-lo eu estou ouvindo.


__Só não quero que ninguém se machuque.


__Queremos a mesma coisa Sarah, mas eu faço feitiços e não milagres... Sinto muito.
Ao contrário do que parecia ele não podia fazer tudo, é verdade que podia fazer muitas coisas, coisas que nem com a imaginação mais fértil do mundo você já pensou ser possível, mas certos problemas não tem uma solução tão prática, ele tinha que esperar. Era o único jeito... Esperar. 



________________________________________________________________


Fifteen




Joseph estava no celeiro olhando todos aqueles objetos mágicos esperando que de alguma forma a solução de seus problemas aparecesse. Quando estava sendo treinado pelo pai ele nunca imaginara que precisaria usar seus dons e sua inteligência pra combater o próprio irmão, sentia falta da época em que sua maior preocupação era impressionar o pai durante os testes e agradar Esmeralda com seus truques e surpresas, adorava ver a expressão surpresa no rosto dela toda vez que fazia algo inexplicável.
Esmeralda. Ele suspirou, queria muito que ela estivesse ali, o seu sorriso encantador e o jeito confiante o fariam sentir que ele podia fazer qualquer coisa e que nem tudo estava perdido, ela sempre lhe dava esperança. Mas ela estava morta agora, ela se fora e ele nem tivera a chance de dizer adeus, e toda vez que pensava nisso, que a deixara esperando por aquele aquela maldita noite sentia um aperto no coração e uma vontade de voltar no tempo, devia ter recusado o convite do irmão pra cavalgar, talvez nem tudo estivesse perdido agora se ele tivesse prestado mais atenção nos sinais.


__Oi Joseph__ ele se virou devagar quando ouviu Demi sussurrar seu nome, e ela não estava sozinha.


__O que está fazendo?__ ele perguntou.


__Ah, essa é minha prima Selena__ ela apresentou__ é filha da tia Olívia, ela está aqui pra nos ajudar.


__Filha da Olívia hã?__ ele não estava muito certo de que era uma boa ideia.


__Ah não se preocupe, ela não tem nada haver com a mãe__ Demi disse rindo.


__E ela está aqui pra ajudar em que exatamente?



__Pra me ajudar a fazer você parecer normal sabe? Alguém do século vinte e um__ ela explicou__ já dissemos as minhas tias que íamos sair juntas, não vai ter problema, elas só vão descobrir quando voltarmos, mas ai vai ser tarde.

__Eu cuido da minha mãe, sei como lidar com ela__ Selena garantiu__ e a propósito... É um prazer te conhecer.


__Eu não acho que isso seja uma boa ideia Demi__ Joseph comentou__ eu devia ficar aqui e procurar uma nova forma de encontrar Robert, quanto mais eu demorar pra achá-lo piores serão as consequências.


__Ficar olhando essas bugigangas mágicas não vai fazer o problema se resolver... Ande, você prometeu, temos um trato, eu te ajudo e você me ajuda. Precisa e um novo visual, precisa se misturar no mundo real Joseph, não está mais no século 17 nem preso no seu diário. Vamos... Vai ser legal, cuidamos de Robert quando voltarmos, não acha que ele já lhe roubou muito tempo?


Quatrocentos anos, Joseph perdera quatrocentos anos de vida preso num diário por conta do irmão maluco. O que ele teria a perder agora? E além do mais, ele fizera um trato com Demi, não pretendia quebrar sua promessa.


__Tudo bem, eu vou com vocês__ ele concordou.



Demi ficou feliz por se afastar um pouco da fazenda. Era verdade que Joseph chamou atenção por onde passaram, mas nenhum deles deu bola pra isso, as meninas apenas se concentraram em mudar o visual dele, lhe obrigando a experimentar um monte de roupas diferentes e lhe ensinando um novo jeito de falar. Selena estava dando um jeito no cabelo dele quando Demi resolveu comprar algo pra comer, estava morta de fome. Havia uma lanchonete ao lado da loja e enquanto esperava ser atendida Demi encarava a rua distraída, pensando em sua antiga cidade.

Quando seus olhos se fixaram na calçada do outro lado da rua ela viu algo que não esperava... Nicole. Ela estava lá parada com um sorrisinho no rosto e quando seus olhos se encontraram ela disse “Obrigada”, Demi não ouviu realmente, mas soube que foi isso que ela disse pelo movimento dos seus lábios. Demi se apressou na direção dela, querendo alcançá-la antes que sumisse como fizera da ultima vez, mas esbarrou em alguém e quase caiu no chão.


__Hey, vai com calma__ braços fortes a seguraram, impedindo que caísse sentada__ porque a pressa? Ia nos abandonar aqui?


__Eu pensei ter visto a... __ Demi se interrompeu quando olhou pra Joseph, ele estava... Diferente. Usando uma calça jeans preta, uma camisa de mangas com gola V azul, tênis e o cabelo estava um pouco mais curto do que antes, e ele tinha ficado ainda mais bonito daquele jeito, se é que isso era possível.


__Então__ ele sorriu ao perceber que ela o analisava__ pareço um rapaz do século vinte e um?


Ela se ajeitou, se soltando dos braços dele e sorriu envergonhada.



__Primeiro, não é “rapaz”, é “cara” __ ela o corrigiu__ e sim, você ficou incrível.

__Gostou do meu trabalho?__ Selena perguntou animada, parando ao lado deles e depois se inclinou pra sussurrar no ouvido de Demi__ feche a boca, pois você está quase babando.


__Hey__ Demi a olhou de cara feia.


__Que tal ensinarmos ele a usar o celular?__ Selena sugeriu batendo palminhas__ vai ser divertido.


__Na verdade, eu queria ir pa casa__ Demi disse olhando rapidamente pro outro lado da rua, obviamente Nicole já tinha sumido de lá, se perguntou por que ela não teria ido falar com o irmão, será que ela estava do lado de Robert?


__Está tudo bem com você?__ Joseph perguntou preocupado.


__Só... Quero ir pra casa__ ela desviou os olhos de seu rosto, não gostando de mentir pra ele, mas também não sabia como começar a contar toda a verdade, estava tão confusa.


__Tudo bem, acho que fizemos um bom trabalho hoje__ Selena sorriu olhando pra Joseph__ continuamos outro dia.


Demi teria que arrumar uma boa desculpa pra contornar as tias por ter quebrado as regras... Olívia concerteza a deixaria de castigo até o ultimo dia de sua vida quando soubesse disso. Se bem que ela já tinha lhe tirado Joseph e a magia, o que mais ela poderia lhe proibir de fazer agora? Respirar? Ela não tinha muito mais a perder.

Joseph e Selena entraram na casa juntos, indo até a Olívia e Sarah que se achavam sentadas no sofá conversando.

__Então, o que acharam?__ Selena perguntou apontando pra Joseph.


__Joseph?__ as duas o olharam com espanto__ o que fez com ele?


__O deixei ainda mais bonito__ deu de ombros__ ele precisava de um novo visual.


__Espere, espere__ Olívia pediu__ você não ia sair com a Demi? Ela desobedeceu minhas ordens de novo?


__Não, ela não foi com agente__ Selena sorriu tranquilamente.


__Fomos só eu e Selena__ Joseph confirmou.


Olívia obviamente não acreditou, subiu as escadas correndo em direção ao quarto de Demi e abriu a porta sem bater. Não soube o que dizer quando viu Demi sentada na cama lendo um livro ainda de pijama.


__Não sabe bater não?__ Demi a encarou zangada.


__O que... Você não ia sair com a Selena? O que está fazendo em casa?


__Nós íamos sair juntas sim, mas pensamos melhor e concordamos que Joseph precisava de ajuda, então como você me proibiu de chegar perto dele, eu fiquei em casa e eles foram sozinhos__ Demi mentiu com um enorme sorriso.


__Porque não avisou nada?__ Olívia questionou desconfiada.



__Desculpe__ Demi murmurou cinicamente__ esqueci que tenho que descrever pra você cada segundo da minha vida, mas prometo que isso não vai mais se repetir. Porém, eu não quebrei nenhuma regra, então... Será que pode sair do meu quarto? Eu quero terminar de ler o meu livro.

Olívia queria discutir, mas não tinha provas de que Demi pudesse estar mentindo, então apenas bateu a porta do quarto irritada e foi embora. Demi se levantou correndo e trancou a porta, depois caiu na gargalhada murmurando um “idiota” para o nada. Joseph e Selena tinham esperado ela subir pela janela e trocar de roupa antes de entrarem na casa e informar sua chegada. Demi não achou que fosse realmente funcionar, mas estava feliz por ver que se enganou... A cara da tia era impagável.
Agora que estava sozinha e não corria mais riscos ela pegou o diário de Joseph de seu esconderijo secreto e sentou-se na cama. Queria ver mais algumas de suas memórias e tentar saber mais sobre Nicole, sobre o relacionamento que ele tinha com a irmã, pra tentar descobrir quais eram as intenções dela. Sabia que perguntar seria mais simples, mas tinha medo da reação dele ao descobrir que ela mentiu, o que menos precisava agora era outra pessoa com raiva dela.

Sem perceber, enquanto folheava o diário a procura de algo sobre Nicole, Demi acabara adormecendo. Não havia muito que ler, Joseph não falava muito sobre ela, a maioria das lembranças era sobre Esmeralda ou Robert. Ela guardou novamente o diário entediada, jogou uma água no rosto e desceu as escadas pra comer alguma coisa e não gostou muito do que viu na sala. Joseph, Sarah e Olívia estavam juntos, conversando e não pareciam muito animados.

__O que aconteceu?__ ela perguntou.


__Temos uma pista de Robert__ Joseph respondeu.


__Que pista? O que foi que ele fez?__ se aproximou sem conseguir conter a curiosidade.
__Nós temos alguns galpões espalhados pela cidade com o mesmo propósito do nosso celeiro Demi__ Sarah explicou__ guardar objetos mágicos e essas coisas e temos bruxos de vigia, protegendo esses lugares o tempo todo.


__Robert invadiu dois desses lugares.


__Como sabe que foi ele?


__Ele matou e sugou o poder de três bruxos__ Joseph disse__ e revirou dois galpões, um livro de magia muito antigo sumiu.


__Ele roubou um livro?__ ela pareceu confusa__ por quê?


__Achamos que ele está à procura de um feitiço especifico, e eu até acho que sei qual é__ Joseph murmurou um pouco distante.


__Que feitiço é esse?__ foi Olívia que perguntou, antes que Demi pudesse.


__Ele não vai encontrar em nenhum desses livros__ foi só o que ele respondeu__ eu preciso do meu diário.



Demi gelou por dentro, ele precisava do diário e o diário estava com ela... Era agora que ela estava ferrada.

__Eu o perdi__ ela respondeu automaticamente.


__Temos que voltar aquela gruta e procurá-lo antes que Robert o encontre, o feitiço que ele procura está lá.


__Eu... Hã...


__Você vem comigo Demi, vai me ajudar a procurar.


__Ela não vai a lugar nenhum__ Olívia interveio.


__Não tenho tempo pra isso agora__ Joseph a olhou severamente__ ela vem comigo, eu preciso da ajuda dela pra encontrar o diário, ela estava lá, sabe melhor do que eu, ou qualquer um de vocês. Pode castigá-la de novo depois que voltarmos, mas isso é um assunto de vida ou morte. Se Robert puser as mãos no meu diário, ai sim terão motivos pra se preocupar. Tem muita coisa lá que ele não deve saber, e por um bom motivo.


__Ela pode ir__ Sarah disse__ não é hora pra discutir Olívia.


O que Demi faria? Devia dizer agora que tinha mentido, ou levar o diário com ela e dar um jeito de fingir que o encontrou por lá? Ela não sabia o que fazer e não teve muito tempo pra pensar, Joseph já a estava levando pra fora da casa e pediu que o guiasse em direção ao Monte Frenei. Aquela era à hora, ela devia ter confessado e pedido desculpas, mas entrou em pânico e não soube o que fazer, então seguiu ao lado dele em silencio, tremendo por dentro ao pensar que Robert estava atrás do diário e que o diário estava com ela. Uma hora ele a alcançaria e ela estaria perdida.

Durante a caminhada, várias vezes Demi encarou Joseph e abriu a boca pra contar a verdade, mas nenhum som saiu ao ver expressão concentrada dele, ele parecia distante, pensativo e ela teve medo do que se passaria em sua cabeça. Queria puxar assunto, mas tão pouco conseguiu, se ela falasse, ele provavelmente perceberia que sua voz estava falhando... Será que ele podia ouvir o coração dela batendo desesperado? Ela estava em uma encruzilhada.
Havia um pequeno rio que eles deviam atravessar pra chegar onde queriam, porém antes eles tinham de descer um pequeno morro, Demi se lembrava de ter caído ali à primeira vez que veio e arrumado uns arranhões, não havia um jeito fácil de chegar àquela bendita gruta e ela pensou que talvez fosse intencional, afinal era um lugar mágico. Ela tentou ser cuidado ao descer, mas o fato de estar tremendo de nervoso não a ajudou com a parte de ter equilíbrio e acabou escorrendo no barro, ela teria saído rolando até alcançar o rio se Joseph não tivesse a segurado com força, era engraçado, ele parecia estar sempre lá pra segurá-la quando ela ameaçava cair, como um anjo protetor. Ele a salvou de enlouquecer de tristeza pela perda da sua mãe apenas respondendo suas perguntas através daquele diário, a salvou quando Robert os atacou mesmo ela não merecendo. A defendeu de suas tias, a ajudou quando seus poderes surtaram e agora ele estava ali de novo, a segurando firme pra que não se machucasse. Ficava cada vez mais difícil se desapegar dele, e ela sentia que a hora em que ela teria que fazer isso a força estava chegando... De um jeito ou de outro, um dia ele ia embora e ela ficaria sozinha novamente.


__Você está bem?__ ele perguntou preocupado__ tem que tomar mais cuidado.



Ela pensou em responder que tudo estava bem, mas ficou perdida olhando seus lindos olhos castanhos, tanto que sentiu borboletas no estômago, seu coração bateu ainda mais rápido e ficou difícil de respirar. Joseph também a encarou de volta por um longo tempo, não parecia incomodado com a profundidade do olhar dela, mas depois ele passou a olhar em volta e começou a rir discretamente. Foi aquele som que fez Demi despertar de seu transe.

__Do que você está rindo?__ ele estava rindo da idiotice dela? Pois não tinha graça.
Ele não respondeu, então Demi olhou em volta pra saber o que ele estava observando e ficou boquiaberta. Voando em volta deles havia milhares de borboletas, todas coloridas, ela lindo de se ver, era exatamente como ela se sentia, como se as borboletas não estivessem somente dentro dela.


__Você está fazendo isso?__ ela perguntou fascinada.


__Eu não__ ele negou sorrindo__ você é que está.


__Eu?__ o encarou confusa.


__Eu já te disse que seus poderes tem uma conexão direta com seus sentimentos, isso acontece as vezes__ ele explicou pacientemente ainda sorrindo, mas a olhava de um jeito diferente que ela não conseguiu entender__ não foi assim tão ruim, meu pai já pos fogo em uma floresta e eu explodi uma fonte... Você é mais tranquila.


Demi corou violentamente quando entendeu o que estava havendo, ela esteve presente naquela memória. O pai dele pusera fogo em uma floresta enquanto estava com sua esposa, Joseph explodira uma fonte quando viu Esmeralda e agora ela estava fazendo aquelas borboletas aparecerem enquanto olhava pra Joseph... Constrangedor.



__Eu... Eu não... Eu... __ ela tentou arrumar uma explicação praquilo, sem muito sucesso é claro.

__Está tudo bem__ ele sorriu educadamente, não parecia zangado nem fazia nada pra deixá-la desconfortável com isso, às vezes ela gostaria que ele não fosse tão educado e dissesse o que realmente estava pensando daquilo__ apenas respire fundo que vai passar, temos que continuar andando.


Ela concordou, ainda completamente envergonhada e isso ajudou aquela sensação estranha a desaparecer, logo às borboletas se desfizeram no ar e desapareceram completamente. Os dois seguiram o resto do caminho em silencio enquanto Demi esperava que um buraco aparecesse no chão pra que ela pudesse se enfiar dentro dele e nunca mais sair.
Demi sorriu quando sentiu aquela maravilhosa sensação do seu poder aumentando assim que chegaram à gruta. Por alguns momentos se esquecera do motivo que os levara até ali, mas quando se lembrou o sorriso morreu e ela gelou por dentro novamente.


__Então, onde acha que o diário pode estar?__ ela gaguejou, se odiando por dentro... DIGA A VERDADE, seu coração gritavam nas ela simplesmente não conseguia, estava apavorada.


__Tudo bem Demi__ ele disse calmamente, parecia saber o quanto ela estava nervosa__ sei que o diário está com você.


__O que?__ o rosto dela ficou vazio.


__Tudo bem, eu não estou com raiva, mas preciso do diário de volta.


__Eu... Eu ia devolver__ ela disse apressada, os olhos arregalados__ eu não queria mentir, eu só queria saber mais sobre você e sobre magia, e estava com raiva por minha tia me falar aquelas coisas. Eu sinto muito mesmo, eu ia te contar... Eu...


__Hey, calma__ ele pediu__ não precisa ficar nervosa Demi, já disse que não estou com raiva. Eu entendo você, no seu lugar teria feito à mesma coisa, você só estava curiosa.



__Não está com raiva por eu ter mentido e visto suas memórias?

__Você concerteza não foi a primeira a ver o que tinha ali__ ele deu de ombros__ não eram grandes segredos, só a minha vida, não tenho nada a esconder. Não me irrito por ter lido minhas memórias, e entendo o motivo pelo qual mentiu, não estou zangado com você, mas as coisas mudaram e eu preciso do diário.


__Vou devolvê-lo quando chegarmos em casa, e desculpe por isso__ ela disse envergonhada__ mas... Que feitiço é esse que Robert não pode ver de jeito nenhum?


__É um feitiço perigoso, até o mais forte dos bruxos pode morrer tentando fazê-lo, é preciso uma quantidade absurda de poder, e é claro que tem muitas consequências. Meu pai devia ter contado esse feitiço a Robert, ele é o filho mais velho, porém meu pai não confiava nele, então contou a mim. Eu o escrevi no meu diário e bloqueei a memória de um jeito que apenas eu poderia acessá-la.


__A página com o desenho de um cadeado__ Demi lembrou.


__Exatamente__ ele concordou__ pensei que o plano de Robert era apenas juntar poder, mas quando ele roubou aquele livro soube que tinha algo a mais, não imaginei que ele seria louco o bastante pra tentar algo assim.


__Como ele sabe do feitiço?


__Ele me ouviu conversando com meu pai sobre ele uma vez, mas não sabe como fazê-lo... Nunca teve uma razão pra tentar até hoje.


__Eu não entendo__ Demi confessou confusa.


__Entenda Demi, há um sentimento ainda mais perigoso que o ódio... O amor. Porque quando você odeia, você está disposto a matar a pessoa objeto de seu desafeto, mas quando você ama alguém, você seria capaz de dar sua vida pra proteger a pessoa amada, e se você pode abrir de sua vida por outra pessoa, matar milhares de inocentes e fazer outras coisas terríveis não custa nada.



__Tem alguma coisa haver com Esmeralda não tem?__ ela supôs... A única pessoa que Robert amava era ela__ ela está morta não está? O que esse feitiço tem haver com ela?

__Não importa, o que importa é que ele não pode fazer esse feitiço, porque é perigoso e é tremendamente errado. Tenho que manter o diário em segurança e impedi-lo de chagar até ele, é minha chance de acabar com Robert, uma hora ele vai perceber que sou o único que tem aquilo que ele precisa.


Ela ainda queria saber que feitiço era esse, mas não insistiria agora, ela acabaria descobrindo de qualquer jeito.


__Tudo bem__ Demi concordou__ Mas não entendo uma coisa. Se você sabia que eu estava com o diário todo o tempo, porque me trouxe até aqui?__ ela perguntou confusa.


__Porque precisava ficar sozinho com você, e não havia outro jeito de sua tia concordar.
O coração dela acelerou um pouco mais.


__Esta na hora de começar o seu treinamento Demi__ ele explicou__ a guerra começou e você precisa estar pronta pra enfrentá-la. 





Continua...


PS: Eu postei 2 Cap. então gente pelo menos 5  comentários.

8 comentários:

  1. Ameiiiiiiiii
    posta logoo

    xoxo

    ResponderExcluir
  2. I love it!
    Ameiiiiiiiiiiiiiiiii
    posta logooo

    just a kiss

    ResponderExcluir
  3. eu adoro sua fic. todo dia eu entro
    pra ve se voce posto
    então nao demora ta uahsuahsuhash

    ResponderExcluir
  4. Pelo amor de tudo que é mais sagrado, posta logo!
    o que vai acontecer?
    POSTA, por favor, viu?
    bjks s2

    ResponderExcluir
  5. precisa
    rolar
    ao menos um bjo entre
    demi e joe
    posta logo
    bjo

    ResponderExcluir
  6. to de boca aberta... Q CAPITULOS LINDOOOOOOOOOOOOOOOOOOSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir