sexta-feira, 26 de julho de 2013

Capítulo 9

“If it were up to me I would construct a key to your heart, and finally set you free”

Demi estava encolhida no sofá de Joseph, com uma xícara de café na mão e tentando conter as lágrimas. Achava que nunca se sentira tão assustada em toda sua vida. Ainda sentia o rosto doer por conta do tapa que o homem lhe dera antes de Joseph aparecer.
ㅤㅤㅤㅤ__Você está bem?__ Joseph perguntou se sentando ao seu lado e colocando gelo no rosto dolorido. Demi tinha certeza que ficaria marcado.
ㅤㅤㅤㅤ__Estou bem__ sua voz saiu um pouco mais embargada do que pretendia e ela se encolheu para longe dele. Joseph largou a bolsa de gelo e Demi sentiu seu olhar intenso.
ㅤㅤㅤㅤ__Desculpe__ ele sussurrou e aquilo a pegou completamente de surpresa.
ㅤㅤㅤㅤ__Porque está me pedindo desculpa?
ㅤㅤㅤㅤ__Por ter perdido a paciência e gritado com você.
ㅤㅤㅤㅤ__Mas eu mereci.
ㅤㅤㅤㅤJoseph abriu um sorriso paciente, ela não conseguia entendê-lo.


__Eu perdi a paciência, porque se tivéssemos ido até o fim eu arrumaria um grande problema. Mas não devia ter gritado com você. Eu te entendo Demi, mesmo. Sei por que você faz isso. Eu conheci seu pai antes da morte da sua mãe, vi como ele mudou e sei que você está certa quando diz que é impossível conversar com ele, mas posso te garantir que isso que você está fazendo não é a solução. Irritar o seu pai não vai fazer com que ele te compreenda, não vai melhorar as coisas.
ㅤㅤㅤㅤ__Porque você é tão compreensivo? Devia estar com raiva__ ela não conseguia entender.
ㅤㅤㅤㅤ__Seu pai é meu melhor amigo, eu me preocupo com ele e fiquei triste ao ver o quanto ele mudou. E você é filha dele, eu te conheço desde pequena e sei que você não é realmente assim, e eu me importo com você também Demi. Eu vi a verdadeira você, quando estava dançando naquele palco, eu consegui te ver. E você é uma garota tão inteligente, decidida, engraçada. Não precisa ser assim sabe? Essa atitude não vai mudar nada.
ㅤㅤㅤㅤ__Ser boazinha também não adianta__ ela rebateu__ não posso ser o que ele quer que eu seja.
ㅤㅤㅤㅤ__E nem deveria__ Joseph sorriu__ sabe Demi, se eu pudesse, faria qualquer coisa para te ajudar, para ajudar a vocês dois. Faria sem pensar duas vezes... Mas me provocar, ir para cama comigo e jogar isso na cara do seu pai não é a solução.


ㅤ__E qual é então? Se conversar não adianta, o que eu deveria fazer?
ㅤㅤㅤㅤEla já havia tentado de tudo antes, tentado conversar civilizadamente e explicar para ele como se sentia, mas Marcos não ouvia, não conseguia entender e ela não tinha outra opção a não ser confrontá-lo. 
ㅤㅤㅤㅤ__Eu não sei, mas posso ser seu amigo se você permitir, podemos pensar em alguma coisa juntos.
ㅤㅤㅤㅤDemi olhou Joseph dentro dos olhos e sentiu algo se retorcer dentro de si. Não lembrava da ultima vez que tivera alguém que se importasse com ela, com o que ela pensava ou sentia. Não tinha alguém que a ouvisse ou tentasse e entender e agora ali estava ele. Ela se oferecera para ele completamente e ele recusara mesmo que a quisesse... Estava preocupado com ela e era uma sensação completamente nova para Demi.
ㅤㅤㅤㅤ__Eu agradeço por ter me salvado__ ela disse se levantando do sofá. Não sabia como lidar com essa nova realidade__ eu posso me virar bem sozinha, eu... Preciso ir para casa.
ㅤㅤㅤㅤ__Eu levo você__ Joseph disse sem mais discussões.
ㅤㅤㅤㅤDemi não pensou em contestá-lo, não queria andar por aí sozinha.


ㅤO caminho até a casa de Demi foi silencioso, nenhum dos dois disse nenhuma palavra. E antes de sair do carro, tudo que Demi fez foi agradecê-lo. Quando entrou em casa não havia ninguém além da empregada, seu pai ainda não havia chegado. Demi não soube bem porque, mas ao invés de se trancar em seu quarto como de costume, sentou no sofá e esperou.
ㅤㅤㅤㅤQuando Marcos entrou em casa, ficou surpreso de ver Demi sentada no sofá encarando as paredes.
ㅤㅤㅤㅤ__Hey Demi__ ele disse se aproximando__ você está livre. Ganhei o caso, o suspeito e os capangas dele foram todos presos, você está segura para passear por ai de novo.
ㅤㅤㅤㅤQuando Demi virou o rosto pra ele, foi que ele notou a enorme marca arroxeada na bochecha. 
ㅤㅤㅤㅤ__O que houve com você?
ㅤㅤㅤㅤ__Eu quase morri hoje__ ela murmurou, surpresa de como sua voz soava amargurada__ um dos capangas do seu maldito prisioneiro, desse seu maldito caso, me agarrou na rua e me deu um tapa na cara. E sabe Deus lá o que mais teria feito se Joseph não tivesse aparecido para me salvar. 
ㅤㅤㅤㅤDe todas as coisas que ele poderia ter dito, a que veio a seguir era a ultima coisa que ela esperava ouvir.
ㅤㅤㅤㅤ__Você saiu de casa depois de eu ter dito que não era para fazer isso?__ ele disse irritado. 
ㅤㅤㅤㅤDemi sentiu o sangue ferver e se levantou do sofá.
ㅤㅤㅤㅤ__Você ouviu o que eu disse? EU QUASE MORRI HOJE.


__Se tivesse me obedecido, nada disso teria acontecido, você não toma jeito Demetria?
ㅤㅤㅤㅤ__Você consegue ouvir o que diz?__ ela questionou, sentindo lágrimas brotarem dos olhos__ você ao menos se importa? Teria feito diferença se eu morresse, se ele me machucasse de verdade? Você sentiria alguma coisa?
ㅤㅤㅤㅤ__Não diga uma coisa dessas, você sabe que eu te amo, é minha filha.
ㅤㅤㅤㅤ__Pois não parece. Pois você não age como meu pai. Só fica ai tentando me modificar. É TUDO CULPA SUA SABE DISSO?__ ela perdeu o controle completamente, estava gritando e chorando alto, não conseguia parar__ É TUDO CULPA SUA, DESSE MALDITO TRABALHO, DESSA SUA ARROGÂNCIA. EU SOU ASSIM POR SUA CULPA, VOCÊ ME TRANSFORMOU NISSO. 
ㅤㅤㅤㅤ__Demetria... __ ele a encarou chocado.
ㅤㅤㅤㅤ__Você não consegue me ouvir... Você não consegue me ver__ ela abaixou o tom de voz para um sussurro__ você só fica procurando por ela em mim, mas a mamãe morreu pai. Ela está morta e tenho certeza que de que teria vergonha, que ficaria muito zangada se visse o que você está fazendo comigo.
ㅤㅤㅤㅤ__Você está muito nervosa, não vamos discutir com você nessas condições, vá para o seu quarto e descanse. 
ㅤㅤㅤㅤEnquanto ele se afastava em direção ao escritório, Demi sentiu mais um pedacinho de si se partindo.
ㅤㅤㅤㅤ__Você me quebrou__ ela sussurrou baixinho, mesmo sabendo que ele não ouviria... Ele não conseguia ouvir.


Joseph estava sentado no sofá encarando as paredes, em uma mão uma garrafa de bebida que ele já segurava a pelo menos uma hora tentando decidir se deveria ou não beber. Joseph tentando não beber muito se pudesse evitar, ele não gostava de como a bebida o fazia perder os sentidos e fazer bobagens sem medir as consequências. Mas naquele momento talvez ele precisasse.
ㅤㅤㅤㅤNão conseguia tirar Demi da cabeça, a expressão se tristeza em seu rosto e a solidão que via em seu olhar. Ele queria poder ajudá-la, ajudar Marcos, mas não sabia o que poderia fazer se o amigo simplesmente não escutava, estava sempre ausente. Ele também não conseguia esquecer o que acontecera entre ele e Demi dentro do banheiro, não conseguia acreditar no que quase tinha feito e no que ainda queria fazer por mais que soubesse que era errado. O desejo era um sentimento muito perigoso e por um perturbador momento ele se viu em conflito entre o desejo que ela despertara e o carinho e o respeito que guardava desde sempre, não só por ele, que conhecia desde pequena, mas como por Marcos que era seu melhor amigo. 
ㅤㅤㅤㅤFoi nesse momento que ele mandou para dentro a primeira dose. 
ㅤㅤㅤㅤA segunda foi pouco depois de ouvir o celular tocar e ver no visor que era sua ex namorada. Ele tomou mais outra dose antes de atender.


__O que você quer Kate?__ ele disse o mais gentilmente possível.
ㅤㅤㅤㅤ__Estou tentando falar com você há dias.
ㅤㅤㅤㅤ__Eu sei disso, e não atendi ao telefone por um bom motivo.
ㅤㅤㅤㅤ__Sua nova namorada?__ a voz dela estava claramente ressentida.
ㅤㅤㅤㅤ__Não tenho nenhuma namorada, quem atendeu ao telefone aquele dia foi à filha de um amigo meu, foi uma brincadeira__ ele disse impaciente__, mas eu não lhe devo explicações.
ㅤㅤㅤㅤ__Você está zangado comigo.
ㅤㅤㅤㅤ__Você terminou comigo, não devia ficar me ligando o tempo todo.
ㅤㅤㅤㅤ__Não terminei com você porque não te amo mais, foi só que...
ㅤㅤㅤㅤ__Só que seu trabalho e sua vida na Inglaterra são mais importantes que o amor que você diz sentir por mim, eu já entendi e superei isso Kate, está tudo bem. Viva sua vida e me deixe viver a minha.
ㅤㅤㅤㅤ__Não quero que acabe desse jeito, será que não podemos...
ㅤㅤㅤㅤ__Não, não podemos__ ele a interrompeu__ eu vou desligar.
ㅤㅤㅤㅤ__Não vou desistir tão fácil__ ela murmurou pouco antes de Joseph encerrar a ligação.

ㅤㅤㅤㅤDepois disso ele parou de se preocupar e continuou a beber sem nenhuma culpa. Sabia que voltaria ao trabalho no dia seguinte e que aquilo o faria acordar de ressaca em seu primeiro dia, mas ele não se importou com isso naquele momento, só queria esquecer suas preocupações. 


Fim do Capítulo


Resposta ao anonimo

Como eu não to num bom dia eu não vou ser educada e não vou dar aquelas respostas melosinhas e clichês de sempre,pow mano vai se ferrar,tnc# porra você acha oq? que eu não tenho vida fora do blog? querida(o) eu já cansei de dizer isso aqui que eu não vou postar cap incompletos entendeu? pq desenhar eu não vou okay.cara se não gosta se acha que eu enrolo pra postar os cap então pq você vem aqui? ahh vá procurar um "Doritos" pra comer e não enche meu saco blz,bjuuu.

3 comentários:

  1. Adorei.
    Posta logo por favor, por favorzinho :)
    Eu amo essa fic demais <3

    ResponderExcluir
  2. OOIIEE!! Eu ainda to acompanhando as suas antigas fics. O seu blog é muito legal :D eu viciei nele!!
    Sabe a sua primeira fic?! Poisé... Eu li ela eu ainda espero que vc ainda continue a escrever, eu queria que vc acabasse!!
    Então, é só!! Eu ainda vou demorar um pouco pra comentar, porque ainda não li todas as fics!!

    ResponderExcluir
  3. Selinho pra você no meu blog
    http://jemimylife.blogspot.com.br/2013/07/selinhos.html
    bjus :**

    ResponderExcluir