sábado, 3 de março de 2012

Capítulo 12 – Você é Muito Melhor

Terceiro Dia – 19:47 da Tarde


Eu e as meninas estávamos no quarto conversando e trocando de roupa... Tínhamos parado em outra casa pra passar a noite, e mais uma vez não vimos ninguém... A única pessoa que encontrei hoje fora David, e preferia não tê-lo visto.


_Não acredito que aquele cara de pau nojento teve coragem de tentar agarrar você a força_ Selena resmungou irritada.

_Ele não tentou_ fechei a cara_ ele me agarrou. 

_Porque ele não sumiu com o resto das pessoas?_ Dani perguntou zangada_ justo ele que não faria nenhuma falta ainda ta vagando por ai.

_Eu tenho uma ideia melhor_ Miley sorriu diabolicamente_ aquela garotinha que anda nos perseguindo podia encontrar ele, ai ela queimava, matava e destroçava aquele viado vivo. 

_Gostei da ideia_ Dani sorriu animada_ vou rezar antes de dormir pra que isso aconteça.

_Credo gente_ eu ri delas_ vocês são mesmo rancorosas.

_Ele merece_ elas disseram sem se preocupar.


Bom, ele merecia mesmo e seria mentira da minha parte se dissesse que não me agradei da ideia de ele morrendo, destroçado ou queimado vivo pelas mãos daquela... Coisa.


_Eu tive sorte que o Joe estava lá_ sorri de lado.

_Parece que você tem um herói particular_ Selena abriu um sorriso maldoso, me olhando de lado. 

_Tenho sorte de ter um amigo como ele_ eu concordei. 

_Não foi bem isso que eu quis dizer, mais a ideia é essa_ ela zombou.

_Eu nunca entendo o que vocês falam mesmo_ revirei os olhos_ eu vou indo.

_Vai aonde criatura?_ Miley perguntou espantada.

_Falar com o Joe_ revirei os olhos_ eu volto depois. 

_Ta bem_ elas sorriram pra mim, um sorriso que deixava muito a imaginação. 


Ignorei elas e desci os degraus da casa... Joe estava sentado sozinho no sofá da sala, os meninos estavam no quarto também. 

Eu me sentei ao lado dele e escorei a cabeça em seu ombro. 


_Tudo bem pequena?_ ele perguntou.

_Na verdade... Eu queria te fazer uma pergunta_ confessei.

_Pode fazer_ ele me olhou curiosamente.

_É que é meio... Pessoal_ disse envergonhada, desviando os olhos de seu rosto pras minhas mãos.

_Sabe que pode me perguntar qualquer coisa Demi_ ele afirmou_ não temos segredos um com o outro. 


Mesmo assim eu não deixava de ficar envergonhada, mais era uma curiosidade que eu tinha... Ia ficar inquieta se não conversasse com ele. E sabia que ele não se ofenderia nem nada... Joe sempre me entendia.


Joe Narrando


Eu a observei com curiosidade enquanto olhava pras próprias mãos e respirava fundo... Ela estava vermelha. Isso só me deixou ainda mais curioso... Que pergunta seria essa que ela queria me fazer?


_Tudo bem_ ela respirou fundo e sorri pra ela_ você já... Transou com alguma garota?


Ok... Aquela pergunta eu realmente não esperava ouvir, não dela. Não que eu tivesse algo a esconder, só não imaginei que ela teria a curiosidade em saber... Nós não escondíamos nada um do outro, mais isso era um assunto um tanto... Pessoal demais. 


_Porque esta me perguntando isso?_ eu questionei querendo saber de onde vinha essa curiosidade dela. 

_É que o David, me disse uma coisa hoje_ ela explicou_ que ele dormiu com a Ashley por minha causa... Porque eu não quis transar com ele... Ele disse que estava tentando respeitar minha vontade, mais que tinha suas... Necessidades. 

_Ele disse isso?_ questionei indignado.

_É... Ainda quis botar a culpa da cafajestice dele em cima de mim_ ela bufou inconformada.

_Me deixa ver se entendi_ eu disse calmamente_ você e ele nunca... 

_Não_ ela me interrompeu antes que fosse preciso eu terminar a frase_ nunca. 

_Posso perguntar por que não?_ pedi cautelosamente, sem querer ser indiscreto.

_Porque eu não quis_ ela deu de ombros_ eu não me sentia pronta e... Por mais que gostasse do David não me sentia a vontade o bastante pra... Você sabe_ ela abaixou a cabeça ficando vermelha. 

Eu não pude evitar sorrir ao ouvir isso... Eu realmente pensava que ela e David eram mais íntimos, e fiquei feliz sabendo que estava errado. Era bom saber que ele não tinha a tocado tão profundamente, que não havia arrancado dela toda sua inocência e pureza... Ela ainda era minha doce e inocente Demi, a minha pequena. 


_Então... _ ela pos uma mecha de cabelo atrás da orelha_ você já...

_Já_ confessei_ uma vez, com a minha ultima namorada... A Stella. 

_Só uma vez?_ ela não parecia acreditar em mim_ por quê?

_Bom... Eu fiz isso mais pra agradá-la do que pra mim mesmo_ dei de ombros_ Stella era o tipo de garota assanhada que daria pra qualquer um, nem sei por que namorei com ela... Só sei que acabou rolando. 

_E não fez de novo por quê?_ ela estava realmente curiosa_ não foi bom? 


_Eu estaria mentindo se dissesse que não foi_ confessei, era estranho conversar sobre isso com ela_ afinal eu tinha dezessete anos e muitos desejos. 

_Então porque não fez de novo?_ ela insistiu.

_Ah Demi, eu só não achei que fosse certo_ fiz careta_ quer dizer... Não achei justo nem comigo e nem com ela fazer isso sendo que... Eu gostava de outra menina. 

_Você gosta de alguma garota?_ ela sorriu_ quem é? Eu conheço?


Imaginei sua reação se soubesse que era ela a garota de quem eu falava... Mais ainda não era hora pra contar embora eu tivesse vontade. Aquela época foi a que descobri o quanto gostava de Demi e resolvi aceitar isso... Por isso terminei com Stella. 

Eu achava engraçado que todos sabiam o que eu sentia por Demi, menos ela... Ficava pensando se ela realmente era tão inocente pra não perceber ou se simplesmente fingia que não sabia. 


_Me diz quem é_ ela pediu quase pulando de curiosidade.

_Na hora certa você vai saber_ foi só o que respondi. 

Ela não ficou muito satisfeita com a resposta, porém não insistiu.

_Sabe... Meu pai sempre ficava incentivando a mim e aos meus irmão que transássemos, quer dizer... Ele sempre dava a maior força quando aparecíamos com uma namorada_ comentei_ mais a mamãe era diferente, ela dizia sempre a mesma coisa... Que podia parecer brega, mais que o sexo era uma coisa muito importante entre o casal e que não devíamos fazer por fazer e sim, que fizéssemos com alguém que realmente amávamos. E quer saber Demi, ela tem razão... Não liga pro que o David disse... Você não tem que fazer nada que não queira... Quando tiver que fazer, que seja porque você quer e não porque os outros acham certo. 

_Você pareceu minha mãe agora_ ela brincou.

Nós dois rimos juntos por um momento. 


_Mais Joe... Já faz dois anos que você e Stella terminaram_ comentou_ não sente falta? Quer dizer... Como o David disse, vocês homens tem suas “necessidades” _ ela fez um sinal de aspas com as mãos. 

_Eu sou homem e tenho sim meus desejos Demi_ falei sinceramente_ mais não é por isso que vou sair por ai dormindo com a primeira que aparecer e magoando todo mundo... Eu não sou como o David. 

_Não_ ela concordou sorrindo_ Você é muito melhor que ele. 


Nós sorrimos um por outro e ela deitou novamente a cabeça em meu ombro... Ficamos ali no sofá olhando pra janela. Apesar de ser sinistra a escuridão lá fora, era também bonita... Nunca vira as estrelas brilharem tanto. Quase tão lindas como a menina sentada do meu lado. 

Demi Narrando



_Droga, a TV não ta pegando_ Kevin resmungou.

_E nem o rádio_ Miley fez bico.

_Será que é porque não tem ninguém pra controlar a droga da programação?_ Selena disse ironicamente. 

_Que droga_ Liam bufou_ estamos presos dentro dessa casa à noite todo e não temos droga nenhuma pra fazer. Não são nem nove da noite ainda. 

_Que tal jogar Striper Poker?_ Kevin sugeriu sorrindo animadamente.

_Nem pensar_ nós meninas discordamos.

_Ah fala sério, ia ser divertido_ ele zombou.

_Cala a boca Kevin_ Dani tacou uma almofada na cabeça dele.

_Não precisa me agredir Dani, foi só uma ideia_ ele fez careta.

_Ideia idiota, e não me irrita que eu to de TPM_ ela ameaçou. 


Eu só ria olhando pra eles... Era bom finalmente um momento de distração, mesmo que fosse por brigas idiotas. E realmente não tínhamos muito que fazer a não ser dormir e esperar até o dia seguinte, quando seguiríamos nossa com nossa viagem sem rumo certo. Pelo menos não tínhamos visto aquela menina hoje. 


_Mulheres_ Kevin resmungou se jogando no sofá.


Eu me afastei um pouco deles, pegando celular que “pegamos emprestado” na loja mais cedo e disquei os números do celular da minha mãe, que estavam muito bem guardados na minha memória.

Chamou uma vez, duas, três, quatro, cinco, seis... Ninguém atendeu e senti um aperto no coração. 


_Eles estão bem Demi_ Selena disse, não percebi que ela estava parada atrás de mim.

_Como sabe?_ perguntei desligando o telefone e me virando pra ela.

_Eles estão juntos e são fortes... São invencíveis_ ela sorriu_ vamos vê-los de novo.

_Tomara Sel... Tomara_ suspirei.

_Vem, larga esse telefone e vamos nos juntar aos outros_ ela segurou minha mão. 


Eu guardei o telefone e fui com ela, esquecendo por hora da preocupação com eles... Mais enquanto não tivesse noticias não poderia respirar aliviada. Só queria ter certeza de que eles estavam bem onde quer que estejam. 



Continua...

3 comentários:

  1. Tag para você. :D
    http://jemimyloveislikeastar.blogspot.com/2012/03/tag.html

    ResponderExcluir
  2. Tag : http://jemi-thehouse.blogspot.com/2012/03/maais-tags.html

    ResponderExcluir
  3. UHU
    Very very very perfect *o*
    Desculpe pela minha ausência aki, eu estava super sem tempo...
    Bjonasemiley and stay strong like a skyscraper :*

    ResponderExcluir