sexta-feira, 9 de março de 2012

Capítulo 13 – Fique Comigo

Quarto Dia – 22:47 da Noite



Aquele dia passara extremamente rápido, e pra nossa felicidade, também muito calmo... Não tivemos nenhum problema pelo caminho, nada de perseguições, nem crianças sinistras... Nada disso, só silencio e escuridão. 

Hoje nós paramos num pequeno hotel da cidade, não muito importante... Dividimos os quartos e agora todos estavam dormindo. Exceto eu... Não estava com sono, não conseguia fechar os olhos e descansar... Alguma coisa me mantinha alerta. 

Fiquei sentada na minha cama puxando a barra do pequeno short que eu usava pra dormir... Encarando a escuridão. 

Depois de alguns minutos ali, pensei ter ouvido alguma coisa do lado de fora... Levantei-me devagar e fui até a janela. Meu coração disparou quando vi a garotinha parada lá em baixo sorrindo, debaixo da chuva... Ela esticou a mão e fez um gesto como quem me chamava. Logo em seguida ela desapareceu e ouvi uma leve batida na porta.


_Joe?_ eu chamei na esperança de que fosse ele, mais ninguém respondeu. 


O som se repetiu e eu peguei a lanterna na cabeceira da cama... Abri a porta devagar e parei no meio do corredor olhando pros dois lados. A menina estava parada lá, ainda sorrindo... Parecia tão inocente. Contive minha vontade de gritar e sair correndo, algo me impediu de surtar, não sei bem o que foi... Mais quando ela me chamou mais uma vez me peguei indo em sua direção e a seguindo na escuridão... Eu sabia que era errado mais não conseguia parar, eu tinha que ver aonde ela ia. 

Desci as escadas atrás dela e a observei parada na entrada do hotel.


_Quem é você?_ eu perguntei sem conseguir me conter. 

_Vem comigo_ ela pediu com sua voz doce_ eu vou te mostrar. 


Ela abriu a porta e caminhou em direção a chuva... Meu lado racional me disse pra voltar correndo pra cama e me esconder embaixo dos lençóis. A outra parte, mais estúpida e curiosa me fez caminhar pela porta e sair na chuva atrás dela. 

Atrás do hotel tinha um enorme campo, com muitas árvores e flores e também um pequeno labirinto de plantas... Devia ser muito bonito durante o dia, mais passar ali naquele momento me encheu de arrepios. 

Eu me encolhi, abraçando a mim mesma, tentando me proteger do frio... Meus pés descalços afundavam na lama, e eu estava ensopada pela chuva forte, mais não conseguia parar. 


_Onde estamos indo?_ eu perguntei a ela.

_Acabar com tudo isso_ ela murmurou.


Eu parei de andar na hora e ela fez o mesmo, se virando pra mim... Como assim acabar com tudo?

De repente me peguei desesperada, querendo acordar e descobrir que era só um sonho ruim.


_Só mais um passo_ ela estendeu a mão pra mim_ mais um passo e acaba. 


Mais um passo.

Não me contive e dei um passo à frente, logo me arrependendo ao sentir o chão se desfazer sob meus pés e um grito aterrorizado escapar por minha garganta. 

Joe Narrando



Estava deitado na minha cama encarando o escuro, quando de repente percebo que não estou sozinho... Demi também estava ali, parada ao pé da minha cama me olhando com um meio sorriso... Meu coração parou de bater um minuto quando vi que ela vestia apenas a lingerie preta que experimentou no outro dia na loja.

Estava tão linda... Ela subiu na cama e engatinhou em minha direção, ficando por cima de mim sem me tocar, as mãos escoradas na cama, eu não tinha pra onde correr. 

_Demi?_ á olhei um pouco espantado_ o que esta fazendo? 

_O que foi?_ ela sorriu_ eu assusto você?

Ela se inclinou em minha direção, juntando seu corpo no meu e começou a distribuir beijos pelo meu pescoço... Eu segurei seus braços instintivamente, tentando afastá-la.

_Demi, o que esta fazendo?_ eu questionei.

_O que?_ ela riu_ eu sei que você me quer... Já vi o jeito que me olha. 

Ela se inclinou de novo, dessa vez selando seus lábios nos meus... Eu sempre quis aquilo, mais sabia que estava errado. A afastei novamente e meu coração quase se despedaçou com o susto ao olhar seu rosto... Ela sorria pra mim, mais sua face perfeita estava completamente deformada. 



Não conseguia sufocar o grito de terror quando acordei, me sentando na cama num salto... Sentindo meu coração bater forte no peito, como se fosse rasgar minha pele. Um pesadelo... Foi só um pesadelo. 


_Joe você ta bem?_ ergui meus olhos e vi Liam, Kevin e Nick parados na beirada da minha cama me olhando espantados.

_O que houve bro? Porque tava gritando?_ Nick questionou preocupado. 

_Foi só um pesadelo_ sussurrei_ só um pesadelo.

_Deve ter sido bem assustador_ Kevin comentou_ porque você gritou pra valer.

_Nem me fale, foi terrível_ eu me deixei cair novamente na cama. 


Antes que eu tivesse tempo pra respirar fundo e tentar me acalmar, ouvi um grito agudo vindo do lado de fora da casa. Sentei-me de novo achando que estava ficando louco, mais os meninos se entreolharam espantados.


_As meninas_ Liam murmurou.


Caminhamos rapidamente até a porta... As meninas também estavam saindo de seu quarto, provavelmente acordaram com os gritos... Mais notei que faltava alguém ali.


_Onde esta a Demi?_ eu perguntei olhando fixamente pra elas.

_Ela não ta com você?_ Selena perguntou preocupada_ ela não esta na cama. 

Meu coração parou de bater quando outro grito se misturou com o som da chuva.

_Demi_ sussurrei. 


Nós todos saímos correndo escada a baixo, indo em direção a saída do hotel... Passei pela porta aos tropeços e o desespero aumentou quando vi o labirinto a minha frente, como eu ia achá-la? A chuva forte não me ajudava a raciocinar direito. 

E mesmo sem saber pra onde ia eu continuei correndo, seguindo o som dos gritos dela... O terror em sua voz me guiando. Ouvia os passos dos outros correndo atrás de mim, mais não parei nem olhei pra trás... Eu só precisava encontrá-la antes que fosse tarde. 

Depois de algumas voltas eu só parei ao dar de cara com aquela menininha... Ela estava parada na chuva sorrindo pra mim. 

Pensei em correr pro outro lado, mais só ai me dei conta do que havia na frente dela... Um buraco no chão... Demi se agarrava a terra tentando não cair, gritando desesperada. 


_Você não pode salvá-la_ a menina sussurrou e então desapareceu. 

_SOCORRO, POR FAVOR... ALGUÉM_ Demi gritou desesperada.


Eu corri até ela, me ajoelhando no chão e segurando sua mão... Os outros vieram atrás... Liam segurou a outra mão dela.


_Calma Demi, estamos aqui_ eu disse_ vamos te tirar daí.

_Por favor_ ela implorava aos prantos. 


Era difícil enxergar alguma coisa com toda aquela chuva, mais eu pude ver a menina dentro do buraco escuro, puxando Demi pela perna, tentando arrastá-la pro fundo... Nós a puxávamos pra cima, mais sua pele molhada e suja pela lama estava escorregadia. 


_PUCHEM_ eu gritei.

_POR FAVOR, NÃO ME DEIXA CAIR_ Demi implorou. 

_Você não vai levá-la_ eu murmurei a puxando com mais força. 


Então finalmente eu consegui... Puxamos ela pra cima, e deixei meu corpo cair sobre a grama molhada, enquanto o dela caia sobre o meu. Os outros nos seguraram e começaram a nos arrastar pra longe do buraco no chão. 

Levantei do chão rapidamente, pegando Demi no colo e voltamos todos correndo pra dentro do hotel, trancando a porta. 

Subimos as escadas em direção ao quarto e coloquei Demi na cama, ela tremia de frio e chorava assustada.


_Hei pequena, calma... Ta tudo bem_ sussurrei a abraçando.

_Droga_ Selena se sentou no chão_ não estamos seguros em lugar nenhum. 

_Hei, nada de entrar em desespero_ eu disse rapidamente_ Demi precisa de um banho... Todos nós precisamos. Ponham roupas secas, respirem fundo... Tudo vai ficar bem.

_Até parece_ Miley bufou.

_Vamos gente, é sério_ eu disse irritado_ temos que ficar unidos e calmos. Pode fazer isso Selena?_ a olhei_ Demi precisa de ajuda. Ela esta mal.


Demi estava encolhida na cama, sem dizer nada... Tremendo assustada. Aquela fora por muito pouco... Aquela maldita menina não ia conseguir arrancar Demi de mim... Só se estivesse morto. 


_Ok_ ela concordou passando a mão pelo cabelo ensopado_ eu posso fazer isso. 

_Ótimo, obrigada_ sorri pra ela.

Virei-me pra Demi, segurando seu rosto entre minhas mãos.

_Vai ficar tudo bem pequena_ eu garanti a ela_ você ta bem agora, se acalma ta bom? 


Eu dei um beijo na testa dela, depois eu e os meninos fomos pro nosso quarto... Tomamos um banho quente pusemos uma roupa seca enquanto esperávamos as meninas fazerem o mesmo. 


_Não devíamos sair daqui Joe?_ Liam perguntou_ ir pra outro lugar?

_Não vai adiantar nada sairmos daqui agora... Esta frio, chovendo, estamos cansados, assustados... O melhor é ficarmos aqui quietos. E de qualquer jeito fugir não ia dar em nada... Ela sempre nos alcança. 

_Oh cara, estamos tão ferrados_ Nick se jogou na cama. 

_Meninos_ ouvimos Selena chamar do outro quarto.


Nós nos levantamos as pressas e entramos no quarto preocupados que tivesse acontecido alguma coisa com elas... Mais estavam bem. Todas molhadas, enroladas na toalha, e Demi estava sentada na cama, encolhida, apenas de calcinha, abraçando a si mesma, se escondendo.


_O que houve?_ eu perguntei sem entender.

_Nossas coisas sumiram_ Miley resmungou.

_Como assim sumiram?_ Liam questionou_ não podem ter simplesmente sumido.

_Ah não podem?_ Dani riu_ pode ter uma garotinha psicopata que pega fogo e desaparece no ar mais nossas coisas não podem ter sumido?

_Sumiu tudo?_ eu perguntei.

_Só nossas roupas_ Selena explicou_ bom... Só o que sobrou foram as calcinhas se isso conta. 

_Não se preocupem, vamos arrumar algo pra vocês vestirem... Voltamos num minuto.

_Não demorem... Ta muito frio aqui... A Demi ta quase congelando_ Dani disse. 


Eu e os meninos voltamos ao quarto, abrimos nossas mochilas e tiramos uma peças de roupas pra que elas pudessem vestir... Ia ficar enorme, mais era melhor que nada... Deixamos as roupas com elas e esperamos do lado de fora, no corredor enquanto se vestiam. Uns minutinhos depois elas nos chamaram novamente. 


_Estou ridícula_ Dani resmungou.

_Não, você esta sexy_ Kevin brincou.

_Não tem graça Kevin_ ela protestou_ não sei por que esta rindo.


Dani estava usando uma blusa larga e um short do Kevin... Miley ainda teve um pouco mais de sorte e estava usando a blusa de Liam e um short seu que estava na mochila dele e sobreviveu. Selena estava apenas com uma blusa do Nick que parecia um vestido. Demi estava com uma blusa minha de botões e uma daquelas calcinhas que parecem um short. 


_O que fazemos agora?_ eles perguntaram.

_São onze e meia da noite_ eu falei_ temos que dormir.

_Eu não vou dormir_ Dani disse_ nem pensar que vou conseguir fechar os olhos.

_Que seja, mais ficar acordados não vai ajudar... Só vai ficar cansada_ eu avisei_ vou descer com a Demi e fazê-la comer alguma coisa. 

_Vamos esperar vocês aqui em cima_ Selena disse_ cuidado lá em baixo.

_Pode deixar.


Eu fui até a cama, ajudando Demi a levantar... Ela não disse nada, só segurou minha mão e me seguiu, descendo as escadas e indo em direção a cozinha do hotel. Nós tínhamos comida no quarto, mais queria fazê-la comer algo mais saudável do que um hambúrguer e aqueles salgadinhos. Esperava que ela ficasse bem, ainda parecia tão assustada. 



Demi Narrando



Joe me levou até a cozinha do hotel... Soltou minha mão por um minuto e começou a procurar coisas pela cozinha. Eu não estava com fome, eu não sentia nada... Só medo. Não conseguia acreditar que tinha sido tão estúpida e seguido aquela menina... Mais eu simplesmente não pude evitar, quando a vi... Tive que ir atrás dela, como se algum tipo de força me arrastasse... E quase morri. 

Escorei-me num dos balcões e cruzei os braços sobre o peito, fitando o chão.


_Toma_ ele me ofereceu um sanduíche natural_ precisa comer.

_Não estou com fome_ sussurrei com a voz fraca sem olhar pra ele.

_Então tome pelo menos o suco_ ele me ofereceu o copo. 


Exitei por um minuto, mais então peguei o copo de suco e dei um pequeno gole... Não queria comer nem beber nada, só fiz pra agradá-lo. A única coisa de que tinha vontade naquele momento era de chorar... De morrer... Assim não teria mais que passar por nada disso. 


_Você esta bem?_ ele perguntou sério. 

_Estou_ foi só o que respondi, também não queria conversar. 

Porém Joe me pareceu irritado enquanto olhava pra mim. 

_Porque você estava la fora Demi?_ ele perguntou de repente_ porque foi atrás dela? 

Ele não ia entender se eu explicasse... Ninguém entenderia.

_Fala pra mim_ ele pediu nervoso_ porque a seguiu? Não sabia que era perigoso? O que foi que deu em você? Estava querendo morrer droga? 


Eu respirei fundo tentando manter a compostura, mais enquanto ele me encarava irritado daquele jeito não consegui segurar as lágrimas silenciosas que escorreram por meu rosto. Ele tomou o copo de suco da minha mão, o colocando de qualquer jeito em cima da mesa... Eu cheguei pra trás, escorando meu corpo no balcão e minhas mãos seguraram a madeira com força em busca de algum equilíbrio. Joe chegou mais perto... Escorando suas mãos no balcão atrás de mim, uma de cada lado do meu corpo, formando uma espécie de prisão que me impediria de fugir de seu olhar penetrante. Eu quase me desmanchei quando seu corpo imprensou o meu e ele escorou sua testa na minha.


_O que estava pensando Demi?_ ele sussurrou, eu pude sentir sua respiração bater em meu rosto e fechei os olhos automaticamente_ sabe o susto que me deu?

_Desculpa_ eu disse com a voz falha pelo choro. 

_Achei que fosse perder você_ ele murmurou_ achei que não conseguiria te salvar dessa vez. 

_Eu não consegui parar_ confessei_ me desculpa. 

_Nunca mais faça isso de novo entendeu?_ ele perguntou_ eu não suportaria te perder. 


Eu nem conseguia respirar direito com meu coração batendo tão depressa... A sensação que me invadiu aquele momento era mais forte do que eu podia suportar. Ainda com os olhos fechados, sem forças suficientes pra abri-los, senti Joe pressionar um pouco mais seu corpo contra o meu e um pequeno gemido escapou pelos meus lábios antes que eu pudesse evitar. 

Então, seus lábios tocaram os meus da forma mais leve e delicada... Um toque provocante, que fez todo meu corpo se aquecer e estremecer, que me fez querer mais. Mais ele ficou assim, os lábios nos meus sem se mecher... E eu não conseguia reagir, estava paralisada, surpresa, enlouquecida. 


E como se não bastasse, senti ele segurar a parte inferior do meu lábio entre os dentes e puxar bem de leve, soltando logo em seguida e roçando seus lábios nos meus novamente. E quando pensei que ele ia acabar com minha tortura, ele se afastou.

Abri os olhos com um grande esforço, minha respiração completamente desregulada... Ele me fitava com um misto de espanto, tristeza, arrependimento e desejo... Eram muitos sentimentos de uma vez só. 


_Desculpa_ eu quase não ouvi o que ele dissera_ eu não queria...

Ele mesmo se interrompeu respirando fundo e fechando os olhos com força.

_É melhor subirmos_ ele finalmente disse_ você precisa descansar... Vamos sair cedo amanhã. 


Eu não disse nada, só me afastei do balcão sem muito equilíbrio e comecei a caminhar devagar em direção a escada... Eu estava com medo de desabar ali no chão... Não conseguia reconhecer a mim mesma. Eu estava enlouquecendo. 



Joe Narrando



Eu quase perdi meu controle agora pouco... Mais foi inevitável, quando a vi daquele jeito, tão frágil, quando pensei que podia ter perdido ela, sem na verdade nunca a ter possuído de verdade eu quase enlouqueci... Simplesmente me deixei levar por minha vontade louca de tê-la pra mim. Felizmente consegui parar antes que me arrependesse... Eu não queria magoá-la, não queria fazer nada que ela não quisesse. Havia duas possibilidades... Eu podia beijá-la e ela podia gostar, ou eu podia beijá-la e ela ficaria com raiva... Não queria perder a amizade dela... Não estava pronto pra isso ainda. 

_Então... Boa noite_ eu disse.

_Não vai_ ela pediu_ fica comigo... Não quero ficar sozinha. 


Eu ia dormir em outro quarto... Os outros haviam se enfiado um em cada quarto com suas namoradas. Nada melhor do que sexo pra aliviar a tensão. Infelizmente isso não era uma opção pra mim e eu tinha medo de ficar aqui e não me controlar. Mias olhando pra seu rosto e vendo como estava assustada, eu não podia simplesmente dizer não. 

Encostei a porta do quarto, e fui me deitar na cama de casal... Ela ainda ficou em pé um momento, parecendo nervosa, acho que a assustei... Mais depois subia na cama e se deitou do meu lado, me abraçando como sempre fazia. 


_Obrigada por me salvar de novo_ ela murmurou.

_Eu te amo pequena_ sussurrei_ sempre estarei aqui quando precisar. 

Ela se afastou de mim, escorando o cotovelo na cama e ficou me olhando de um jeito estranho.

_O que foi?_ perguntei.

_Só... Tem uma coisa que... Eu preciso fazer_ ela disse respirando fundo.

_O que pequena?_ questionei a olhando com curiosidade. 


Ela não respondeu minha pergunta, só foi chegando mais perto devagar e antes que eu percebesse tinha encostado seus lábios nos meus. Ela não se mexeu, só permaneceu assim como se não soubesse o que fazer em seguida... Sua atitude de inicio me pegou de surpresa, mais então, me deixando levar, pus minha mão em seu cabelo e a beijei... Dessa vez um beijo de verdade, que esperei tanto pra conseguir. Não da pra explicar com palavras o que senti quando sentia sua língua passeando em minha boca, acariciando a minha, ou quando ela ergueu a mão pra acariciar meu rosto... O mundo podia desabar e eu não perceberia. Então cedo demais, ela se afastou e me olhou por um minuto parecendo extremamente envergonhada. 


_Boa noite Joe_ ela sussurrou.


Depois ela simplesmente se deitou e virou pro outro lado da cama, me dando as costas.

Eu fiquei ali parado olhando pra ela, sem entender muito bem o que havia acabado de acontecer.

Não consegui dizer nem fazer nada... E não consegui me livrar do sorriso de idiota em meu rosto... Patético. 

Olhei no relógio de pulso... Meia noite em ponto... Eu nunca mais esqueceria aquele dia.






Continua...


Meninas obrigada pelas tag's :D

5 comentários:

  1. Posta logooooooo please

    ResponderExcluir
  2. *o* Nova leitora *o*

    (*¬¬' quase nao dormi ontem de medo da menininha D=*)

    U.U Poostaaa menina >.<'''

    ResponderExcluir
  3. Por favor postaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa logooooooo

    ResponderExcluir
  4. P
    O
    S
    T
    A

    L
    O
    G
    O
    O
    O
    O
    O
    O
    O
    O
    OO

    M
    A
    I
    S
    S
    S
    S

    ResponderExcluir