quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Fourteen



Sometimes I know I can be so hard to understand 
Even when I'm lost you show me who I really am
Life with me hasn't always been an easy ride
But because of you I've learned
To lose my selfish pride ♫♪


Eu estava parado na porta do quarto do Matthew, encarando a placa que dizia: “Seja bem vindo. Menos o Papai”. Demi disse que eu deveria conversar com Matthew, que deveria tomar a iniciativa e mostrar que me interessava, mas ao ler as palavras na placa acabei perdendo a coragem. O que eu deveria dizer? Ele nunca gostou de conversar muito comigo, é bem verdade que nos últimos dias não temos brigado e estamos nos dando muito melhor, mas ele ainda parecia distante, ele ainda não confiava em mim.
Virei-me para ir embora, já desistindo de ter aquela conversa quando ouvi um som de violão, vinha do estúdio. Encontrei Matthew lá, sentado em um banco, dedilhando o violão distraidamente, com os pensamentos distantes. Cada dia que se passava ele ficava mais parecido com a mãe, e também melhorava muito com sua música. Depois de um minuto ele me viu ali parado e parou de tocar.

__Hey pai__ ele colocou o violão de lado__ algum problema?
__Não, só vim saber como você estava__ me escorei no batente da porta__ fiquei sabendo que foi ao shopping com a Demi hoje.
__É verdade__ ele deu de ombros__ ela não é tão ruim assim sabe? É legal.
__Fico feliz que estejam se dando bem__ ele encarou as próprias mãos e eu respirei fundo, não ia descobrir nunca se não perguntasse__ Demi disse que te ajudou a comprar um presente pra uma garota, disse que você está apaixonado, isso é verdade?
Ele exitou por um momento, abriu a boca pra falar e depois desistiu e me olhou envergonhado.
__Precisamos mesmo falar disso?
E ali estava, eu sabia que ele nunca ia querer conversar sobre essas coisas comigo.
__Não precisamos falar se você não quiser__ forcei um sorriso, tentando fingir que não me importava__ só estava curioso, mas vou deixá-lo tocar em paz, boa noite Matt.
Dei-lhe as costas, pretendendo ir ao meu quarto e dormir até o dia seguinte, mas só dei dois passos quando ele me chamou.
__Pai, espera__ ele pediu.
__O que foi?
__O nome dela é Michele__ ele disse__ ela estuda comigo, é bolsista na escola.
Tentei não sorrir demais enquanto ele falava, mas estava feliz por esse pequeno passo que estávamos dando.
__Vocês estão namorando?
__Não__ ele negou envergonhado__ somos só amigos, mas eu acho que ela gosta de mim também, ela é um pouco tímida, quer dizer... Eu não sei.
__Você vai se declarar pra ela?
__Declarar?__ ele me encarou como se eu fosse louco.
__É claro, você não tem certeza se ela gosta de você, e como ela tímida nunca vai saber se não perguntar, você tem que arriscar.
__Eu não saberia o que dizer__ ele balançou a cabeça negando.
__Não é difícil, você já ficou com outras garotas antes, certo?
__Ficar?__ ele riu__ você não é tipo... Velho demais para falar essas coisas?
__Eu só tenho trinta e cinco, não sou tão velho assim__ protestei__, mas você não respondeu minha pergunta.
Ele ficou em silencio e encarou o chão, ficando mais vermelho a cada segundo que passava.
__Espera ai, você nunca ficou com nenhuma garota?
__Não exatamente__ ele gaguejou__ quer dizer, eu já... Eu... Bem, eu... Não__ disse por fim.
__Hey, não precisa ficar envergonhado Matthew, não tem nada de errado nisso.
__É que todos os meus amigos já saíram com um monte de garotas, mas eu não... Eu não acho isso legal, eu queria que fosse como você e a mamãe sabe? Vocês se conheceram assim na minha idade e ficaram juntos tantos anos, eu acho isso legal. 

Eu sorri ao ouvir isso, não deu pra evitar, eu não sabia que ele pensava assim, acho que no fim das contas ele não era assim tão diferente de mim, eu talvez só não o conhecesse bem o suficiente.
__Que bom que pensa assim filho, não tem que se sentir mal por isso. E também não tem que ter vergonha, na primeira vez é difícil, mas se você gosta mesmo dessa garota deve tentar, é melhor do que ficar pensando o que aconteceria.
__Como foi? Com você e a mamãe?__ ele perguntou me fitando com atenção__ como a conquistou?
__É uma boa história__ eu disse rindo__ conheci ela num parque de diversões, junto com a sua tia Molly, eu e o Peter as vimos passeando pelo parque e achamos elas muito bonitas, então começamos a persegui-las.
__Persegui-las?
__É verdade, íamos aos mesmos brinquedos que elas, e em todos os cantos, sempre tentando puxar assunto, aparecer. As duas nos acharam idiotas, obviamente__ eu disse e ele riu__, mas não desistimos e no fim do dia, sua mãe acabou cedendo e me dando o telefone dela, acho que ficou comovida com a minha persistência.
__E você ligou pra ela?
__Um milhão de vezes__ afirmei sorrindo__ conversamos durante semanas por telefone até ela aceitar sair comigo. Eu era inexperiente, já tinha ficado com outras meninas antes, mas nunca cantei nenhuma, minhas cantadas eram horríveis e minhas tentativas de fazer graça também, eu nunca fui um cara muito engraçado.
__Não me diga__ ele zombou revirando os olhos.
__Mas ela achou minha falta de jeito fofo__ dei de ombros__ no fim do encontro nos beijamos e bem... Ela topou sair comigo de novo.
__E ai vocês começaram a namorar?
__Sim, ela aceitou o meu pedido depois de uns três encontros, agente se conhecia bastante porque ficávamos horas no telefone.
__Vocês namoraram por quanto tempo antes de casar?
__Bem... Acho que uns sete meses se não estou enganado.
__Sete meses?__ ele arregalou os olhos__ não é pouco tempo para casar?
__Esqueceu da parte de que eu a engravidei__ comentei e ele assentiu rindo__ seu avô ameaçou me dar um tiro se eu não casasse com ela, mas não foi problema pra mim, eu estava apaixonado. Fomos muito felizes, você foi um presente Matt. 

__Sente muita falta dela não é?__ ele perguntou.
__Todos os dias__ afirmei__, mas tenho você e Manuela, isso melhora as coisas.
Ele sorriu pra mim pensativo, ele nunca falava sobre a mãe comigo e eu não falava dela pra ele porque doía demais, mas ultimamente estava ficando mais fácil me abrir, parecia mais natural. E foi bom poder conversar com ele, conhecê-lo um pouco melhor, saber o que pensava e sentia.
__É, dois filhos chatos, isso ajuda de muita coisa__ ele suspirou e depois voltou a me fitar__ acha mesmo que eu devo me declarar para Michele? Não acha que ela vai rir de mim ou coisa do tipo? Ou que eu vou fazer alguma coisa errada?
__Se você tiver sorte ela vai achar sua insegurança fofa, assim como foi comigo... Nós Jonas somos bons naturalmente com as mulheres, não se preocupe com isso__ brinquei e ele riu__ não fique preocupado com fazer alguma coisa errada, é tudo instinto Matthew, na hora você vai saber o que fazer e... Se precisar de algum conselho, pode me procurar, eu sou seu pai, mas também quero ser seu amigo, pode contar comigo.
__Desculpe por não ter falado nada__ ele fez careta__ não achei que era uma boa ideia te pedir conselhos amorosos, o senhor não gosta muito de falar de amor.
__Não quando é pra mim__ o lembrei__, mas ainda posso te ajudar com a minha sabedoria.
__Claro. Obrigada pai... Eu vou falar com ela.
__E depois eu vou querer saber como foi.
__Vai sonhando.

Baguncei o cabelo dele e rimos juntos, foi tão estranho e bom ao mesmo tempo. Senti-me outra pessoa quando o deixei no estúdio tocando seu violão. Enquanto descia as escadas não conseguia parar de sorrir, eu quis por tanto tempo me dar bem assim com o meu filho e agora eu estava conseguindo e eu devia isso a uma pessoa. Encontrei-a sentada na varanda, no mesmo lugar onde a deixei, encarando as estrelas com ar pensativo. Ela sorriu quando me sentei ao seu lado. 

__E ai como foi?
__Foi incrível, ele realmente falou comigo e me disse como se sentia__ respondi__ até me perguntou sobre a Rachel, ele nunca falou dela comigo, acho que tinha medo de eu não gostar.
__Que bom, e ele te falou sobre a Michele?
__Falou sim, parece que ele está mesmo apaixonado, quem diria.
__Vamos torcer para que dê tudo certo pra ele.
Ela continuou olhando para o céu e eu fitei seu rosto enquanto isso, ela encarava as estrelas com um meio sorriso, parecendo satisfeita consigo mesma, eu queria perguntar como ela conseguia fazer isso, ser uma pessoa tão boa e alegre apesar das dores que sentia, parecia tão fácil pra ela, tão natural, tão fácil como respirar.
__Obrigada por me ajudar com ele.
__Fico feliz por ajudar.
Era isso, ela simplesmente gostava de ajudar as pessoas, ela era simplesmente boa demais. De repente senti que um simples obrigado não era o bastante, eu queria fazer algo mais para retribuir toda a ajuda que ela vinha me dando, e uma ideia me veio à cabeça de repente, não era a melhor forma de agradecer, mas podia ser legal.
__Escuta, eu quero te fazer um convite.
__Convite?__ ela me fitou curiosa.
__No próximo fim de semana vai ter uma festa na JI, para comemorar o aniversário da empresa e todos nós temos que levar um acompanhante. Selena e Peter já se ofereceram para me arrumar alguém, mas eles concerteza vão querer fazer disso um encontro e eu não estou nenhum pouco afim disso agora. Então pensei que talvez você gostasse de ir comigo.
__O que?__ ela me olhou espantada__ eu?
__É, seria bom levar um amiga. Não é nada demais, só temos que aparecer lá e sorrir um pouco para algumas pessoas importantes, se isso ajudar... Vai ter muita bebida__ brinquei e ela riu.
__Eu não sei se sou a melhor companhia para esse tipo de festa.
_Não consigo pensar em ninguém melhor. Não precisa aceitar se não quiser, só achei que seria legal. 
Ela parou para pensar no assunto um momento e eu esperei pacientemente que ela dissesse alguma coisa. 
__Bem... Acho que não tem problema, pode ser mesmo divertido__ ela deu de ombros__ eu aceito o convite.
__Ótimo__ sorri satisfeito__ está combinado então. 
Ela me perguntou mais algumas coisas sobre a festa e eu expliquei de boa vontade. Depois ficamos sentados ali por um bom tempo, só em silencio observando a noite, até que ela teve de sair para cuidar da Manuela. Fiquei imaginando o que Peter diria quando eu contasse a ele que convidei Demi para ser minha acompanhante na festa e revirei os olhos ao pensar na resposta. 


Fim do Capítulo

Que lindo ne gente o Joe se acertando com o Matthew ! Ps: comentem por que o blog só  funciona a base de comentários


 Happy Birthday Joe


AHHH GENTE MEU DEUS meu gato ta completando( ele ainda vai ser meu marido ta) aninho 23 já? cada ano esse homem fica mas gato.69


20 comentários:

  1. Meu Deussss que Perfeito!! *uuu* posta logo. tou super curiosa para saber o que vai acontecer. eu ate tenho o site da cacau mais quero ler por aqui msm. é melhor! :33

    ResponderExcluir
  2. OMG , PERFEITOOOOO ! OWNNT , JEMI TOGETHER !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    POSSTA LOGOOOO

    ResponderExcluir
  3. awww que bom que Joe e Matt estÃo se ando bem *-*
    P
    O
    S
    T
    A

    L
    O
    G
    O
    PFFFFFFFF

    ResponderExcluir
  4. uhulll posta logoooo e ahh o joe tbm vai ser meu marido :)

    ResponderExcluir
  5. Ain cara, to suuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuper ansiosa e apaixonada pela Fic ♥
    POSTA LOGO PORFAVOR !
    Beijemi ;*
    POSTA LOGO PLEASE *-*

    ResponderExcluir
  6. Beijos da garota que ti pertuba mandando ask no tumblr :B
    rsrs'
    ;) :*
    POSTA LOGO
    RSRSRS'

    ResponderExcluir
  7. OMG!!!

    PERFEITO, FAZ UMA MARATONA? ESPECIAL DE ANIVERSSARIO DO JOE (SEU FUTURO MARIDO) KKKK
    POSTA LOGO
    POR FAVOR.

    ResponderExcluir
  8. Aww q lindo eles dois *-*
    q bom q Joe e Matt tão se dando bem *-*
    já era hora u.u
    POSTA LOGO

    ResponderExcluir
  9. Ai que lindo o Joe e o Mat se acertando *uuuuuuu* e só quero ver quando o Joe descobrir q ele é 'namorado' da Demi kkk adorei o capitulo... Beijonas @LovaJonatic ;)

    ResponderExcluir