segunda-feira, 4 de junho de 2012

Chapter Thirteen

Estavam todos reunidos na fazenda observando enquanto Michael ensinava Demi a usar seus poderes, ele tinha se oferecido como novo professor de magia dela, já que ele também possuía magia negra e poderia ensinar Demi a lidar com isso melhor do que Joseph. Ele nunca a vira tão contente na vida, nos últimos dias, desde que foram até sua antiga casa eles estavam ainda mais próximos, e ele ficava ainda mais assustado sabendo que seu tempo estava acabando, os sintomas estavam só piorando e ficava muito difícil disfarçar o seu cansaço. 

__Hey Joseph, não quer ajudar?__ Demi perguntou sorrindo__ não ficou chateado por perder o cargo de professor não é?
__Não__ ele sorriu__ Michael faz isso melhor do que eu. É melhor só ficar assistindo, eu só vou atrapalhar.
__Tudo bem__ ela concordou e se aproximou pra falar apenas com ele__ mas ainda vou ganhar beijinhos de me sair bem né?
__Concerteza__ ele concordou rindo. 
Demi lhe roubou um selinho e voltou correndo pra junto do pai pra continuar com a lição. Joseph sentiu os olhares em cima dele, principalmente da parte de Nicholas e Eric, ele estava começando a cansar dos olhares de pena, era sufocante.

__Você está péssimo__ Nick comentou__ mal consegue esconder o quanto está cansado, Joseph isso está saindo dos limites.
__Me poupe do sermão, pensei que já tínhamos encerrado esse assunto.
__Você não está apenas se matando, mas está matando todos que se importam com você, vai matar Demi também.
__Cale a boca.


Joseph se levantou dos degraus da varanda onde estava sentado e se virou pra entrar na mansão. Subiu apenas os dois primeiros degraus quando uma tontura o atingiu e uma fraqueza muito forte, não teve tempo de sentar de novo, ou de se apoiar, ele simplesmente desmaiou ali mesmo, caindo com tudo nos degraus da escada.


__Oh Meu Deus, Joseph__ Demi parou o que fazia e correu até ele, se abaixando ao seu lado__ Joseph fala comigo. O que aconteceu?__ ela olhou pras tias desesperada.
__Hey__ Michael se aproximou tentando manter a calma__ se afastem dele, deixem-no respirar.
__Joseph__ ela continuou chamando assustada, lágrimas surgindo em seus olhos, um bruxo não desmaiava assim do nada, sem um motivo aparente, tinha algo errado com ele, ela sabia que tinha__ fala comigo, acorda.
__Demi se afaste__ Michael não esperou que ela concordasse, simplesmente a agarrou e a levantou, a tirando de perto dele, então se virou pra Eric e Nicholas__ me ajudem a levá-lo pra dentro. 


Os três o carregaram pra dentro da mansão e o levaram até o quarto, o deitando na cama. Demi não ouviu os conselhos de ninguém, se sentou ao lado de Joseph na cama e chorou assustada porque ninguém queria contar-lhe o que estava acontecendo embora fosse claro que todos soubessem menos ela. Segurou a mão dele na sua e esperou que ele acordasse.

Quando Joseph acordou, estava cercado pelos amigos, todos o encarando com preocupação, porém o único rosto que ele conseguia realmente enxergar era o de Demi, que estava em prantos enquanto segurava sua mão e esperava cheia de expectativa. 

__O que aconteceu?__ ele perguntou um pouco confuso, sua cabeça doía e ele nunca se sentira tão cansado na vida.
__Você desmaiou__ Olívia quem respondeu.
__Por quê?__ Demi questionou, embora o toque da mão dela na sua fosse gentil e doce, sua voz demonstrava claramente que ela estava irritava e que sabia que estavam escondendo alguma coisa dela__ Um bruxo não desmaia simplesmente, sem uma explicação, sei que tem alguma coisa errada, você anda estranho há um tempo, pensa que eu não notei?
__Demi...
__Não minta pra mim__ ela o interrompeu__ estou cansada de todo mundo ficar mentindo pra mim, eu sou grandinha, posso lidar com a verdade. Diga-me o que está acontecendo, agora Joseph, eu mereço saber, eu tenho esse direito, você me deve isso. 


Joseph suspirou, não havia mesmo chances de esconder aquilo dela por muito mais tempo.


__Vocês podem me deixar sozinho com a Demi, por favor?__ Joseph pediu.

Eles não discutiram, simplesmente saíram do quarto e fecharam à porta, os deixando a sós.
__O que está havendo? O que está me escondendo?__ ela exigiu saber.
__Eu queria protegê-la da verdade, não queria te magoar ou preocupar, mas você tem mesmo o direito de saber.
__Você está me assustando Joseph, o que...
__Eu vou morrer__ ele sussurrou a interrompendo.
__O que?__ os olhos dela ficaram vazios enquanto o fitava__ o que você disse?
__Venha aqui__ ele chamou estendendo a mão pra ela.
Devagar Demi engatinhou na cama até estar sentada ao lado dele, olhando em seus olhos.
__Lembra que você vinha se sentindo estranha e que agora disse que passou?
__Bom, mais ou menos, eu não lembro exatamente o que eu tinha, acho que era por causa da magia negra, sabe, os pesadelos e a sensação sufocante__ ela respondeu__ mais o que isso tem haver?
__Eu sabia que tinha algo errado com você, assim como suas tias e Selena também, por isso ela me deu seu diário pra que eu lesse, e lá descobri que Robert tinha enfeitiçado você__ ele explicou__ um feitiço de conexão. Ele demora um pouco pra se completar, mas estava transformando você, te modificando aos poucos, tornando-a leal a Robert, pra que assim você o libertasse do diário.
__O que?__ Demi o encarou incrédula, assustada__, mas... Eu não lembro disso, eu não... Como...

__Você estava sob efeito de um feitiço, por isso esqueceu de algumas coisas.
__Mas eu me sinto bem agora... Eu... O que você fez?__ ela perguntou começando a entender o que estava havendo.
__Seu pai apareceu pra ajudar e me disse que havia duas formas de quebrar a conexão, matando Robert, ou criando uma conexão maior do que a do feitiço, no caso a ligação entre nós dois, você mesma disse que seus sentimentos por mim a impediam de se entregar a escuridão.
__Eu não entendo.
__Quer dizer que teríamos que tornar nossa ligação mais forte pra quebrar o feitiço e a única forma de fazer isso era... Se agente transasse__ ele sussurrou__ o sexo é uma forma de conexão muito forte entre duas pessoas que se amam. Mas tem um porém, Robert quis se certificar que eu não poderia quebrar essa conexão, por isso ele nos amaldiçoou.


__Amaldiçoou? Como assim?
__Nos amaldiçoou, se nós fizéssemos amor, bem... Um de nós morreria, mas especificamente eu, porque você é útil pra ele e eu não__ deu de ombros__ o caso é que ele garantiu que de qualquer forma ele teria que ser liberto pra que nenhum de nós saísse machucado. Mas eu não estava disposto a dar esse gostinho a ele.

Demi parou pra pensar um instante.
__Então... Se Robert não está morto...
Joseph apenas assentiu com a cabeça e de repente aquelas sensações estranhas que vinha sentindo e aquela imagem tão vivida que se formava em sua mente quando Joseph a tocava fizeram sentido.
__Mas eu não me lembro...
__Porque estava sob efeito do feitiço__ ele explicou__ as memórias estão turvas, confusas. Pode ser que você lembre um dia, ou não, o caso é que eu consegui, eu quebrei a sua conexão com Robert, desfiz o feitiço, por isso você está se sentindo bem de novo, o controle dele sobre sua mente acabou.
__E você está morrendo por causa disso?
__Por causa da maldição__ ele concordou__ é um processo lento, mas... Eu não tenho muito tempo.
__Mas... Tem um jeito de reverter isso certo?
__Matando Robert, mas como eu já disse antes, não há nenhuma chance de eu libertá-lo daquele diário.
__Mas se não fizer isso você vai morrer, você não pode simplesmente sentar e morrer, você tem que fazer alguma coisa Joseph, porque não me disse isso antes? Porque mentiu? O que estava pensando?

__Estava pensando que estou cansado de te trazer problemas, pode ficar com raiva de mim por ter mentido se quiser, isso não vai mudar nada. Eu vou morrer você gostando disso ou não e não há nada que se possa fazer. 

__É claro que tem__ ela levantou da cama apressada__ onde está o diário? Vamos libertá-lo e matá-lo... AGORA.
__O diário está escondido pra garantir que ninguém tente fazer uma besteira, porque não vai dar certo Demi. Seu pai e eu tínhamos bolado todo um plano pra libertá-lo e matá-lo, mas fizemos uma visita ao Oráculo e ela garantiu que não poderíamos matá-lo, que o plano daria errado e acabaríamos mortos.
__Não me interessa o que essa coisa disse, eu não vou deixar você morrer... Nós temos que tentar.
__Não vou colocar a sua vida, das suas tias ou dos nossos amigos em perigo por um plano que concerteza absoluta nem mesmo vai dar certo__ ele negou se ajeitando melhor na cama__ Demi, eu não quero morrer, mas não posso arriscar a vida do mundo todo, de pessoas inocentes, só pra poder salvar a minha, eu achei que você entenderia?
__Entender? Entender que você vai simplesmente esperar a morte chegar?
Joseph suspirou cansado, essa discussão só estava fazendo ele se sentir pior, ele não queria perder tempo brigando com ela.



__Demi, você sabe que Robert é muito poderoso, você sentiu o que ele é capaz de fazer, se nós o libertarmos e ele escapar, se não pudermos matá-lo, ele vai tirar a vida de muita gente inocente. Ele quer poder, os mortais não valem nada pra ele, como acha que vou me sentir sabendo que milhares de pessoas morreram só porque eu fui egoísta e não queria morrer... Eu já vivi tempo demais.
__Preso em um diário, isso não é vida.
__O tempo que passei ao seu lado compensou todo resto__ ele sorriu__ eu já aceitei, aceite também por favor, você precisa entender. Eu não quero brigar, só quero a sua companhia enquanto ainda tivermos tempo.
__Não pode me pedir isso__ ela disse aos prantos__ não pode me pedir pra assistir você morrer e não fazer nada, ainda mais por minha causa, você fez isso por mim.
__Porque eu te amo__ ele disse convicto__ eu disse que morreria por você e faria com prazer... Você não acreditou em mim?
__Joseph...
__Sinto muito__ ele sussurrou__ sinto muito te magoar. Eu sei o que é perder alguém se ama, eu já passei por isso e vai doer Demi, mas você vai superar, vai encontrar outro alguém depois que eu for, assim como eu encontrei você.

__Não__ ela sacudiu a cabeça nervosa__ não.
__Quando eu tiver partido, quando a dor for grande que você achar que não vai suportar, só feche os olhos e pense nos momentos bons que passamos juntos, pense só no que valeu a pena e isso vai te ajudar. Pense que foi por uma boa causa.
__NÃO__ ela gritou desesperada, se desmanchando em lágrimas__ NÃO VOU DEIXAR VOCÊ MORRER, EU NÃO POSSO. 


Sem dizer nada, Joseph se levantou da cama, tentando ignorar a dor pelo corpo e a fraqueza e caminhou até Demi. Ela tentou evitar o abraço, mas quando ele a envolveu não teve forças pra mais nada, a não ser deixar que ele a amparasse e chorar feito uma criancinha perdida. Já tinha perdido a mãe, não podia perder Joseph também, não agora que tudo estava tão bem, que as coisas estavam voltando aos seus lugares, porque ela não podia simplesmente ser feliz e ter um pouco de paz? 


__Por favor, não chora Demi, não faz isso comigo__ ele implorou__ eu odeio te ver sofrendo, eu não queria que as coisas fossem assim, mas você tem que me entender, eu só estou tentando fazer o que é certo.
Uma parte de Demi sabia que no fundo ele tinha razão, que não era justo arriscar milhões de vidas para salvar uma, mesmo que fosse a dele. Mas a outra parte, a parte egoísta simplesmente não podia aceitar que ela o perderia, essa parte não podia viver sem ele e se Joseph morresse ela morreria junto.
__Eu sinto muito__ ele sussurrou__ eu sinto muito Demi, eu sinto muito.
Ela nada disse, apenas o abraçou e chorou. 





Continua...

3 comentários:

  1. chorei, isso mesmo eu chorei sou fraca!
    mas eh lindo!!!!

    quero maisssss!

    Amy's XoXo

    ResponderExcluir
  2. POSTA LOGO
    ELE NÃO PODE MORRER
    eu estou quase chorando aqui
    POSTA LOGO


    BeiJemi

    ResponderExcluir